Oração de um nenhum a Nossa Senhora dos Desvalidos

  • Luis Antônio Baptista Universidad Distrital Francisco José de Caldas

Resumen

É a primeira vez que rezo para uma santa que não gosto do nome.  Não sou desvalida, excluída, carente, fudida ou qualquer coisa semelhante, mas estou precisando da sua ajuda. Melissa me indicou a senhora para esta súplica; é a minha última tentativa. Estou cansada, dona santa. Era devota de São Jorge, mas perdi a devoção. O santo guerreiro não existe mais na minha vida, depois lhe explico. Após o que aconteceu comigo detesto os guerreiros. Minha fé a cada dia que passa vai para o ralo. Grana, saúde, amor nada disso me interessa; o meu pedido a senhora é outro. Não sou feliz, infeliz, não busco ou procuro nada, sou uma insistente. Meu pedido é fruto de uma raiva incontrolável, depois também lhe explico

Descargas

La descarga de datos todavía no está disponible.

Biografía del autor/a

Luis Antônio Baptista, Universidad Distrital Francisco José de Caldas
Profesor del Departamento de Piscología del Programa de Posgrado en Psicología de la Universidad Federal Fluminense, Brasil. Doctor en Psicología Social de la Universidad de São Pablo, Pos-Doctorado en Sociología de la Universidad de Roma La Sapienza
Cómo citar
Antônio Baptista, L. (2018). Oração de um nenhum a Nossa Senhora dos Desvalidos. Revista Corpo-Grafías, Estudios Críticos De Y Desde Los Cuerpos, 4(4), 216-218. https://doi.org/10.14483/25909398.13673
Publicado: 2018-08-30