Conteúdos ambientais no ensino de química: análise dos currículos, dos livros didáticos e matrizes de avaliação nacional no Brasil

Environmental contents in the teaching of chemistry: an analysis in standards, educational books, and assessment matrices in Brazil

Palabras clave: pedagogical content knowledge, environmental content, environmental education, teaching chemistry, curriculum materials (en_US)
Palabras clave: conhecimento didático do conteúdo (CDC), conteúdos ambientais, educação ambiental, ensino de química, materiais curriculares (es_ES)
Palabras clave: conhecimento didático do conteúdo (CDC), conteúdos ambientais, educação ambiental, ensino de química, materiais curriculares (pt_BR)

Resumen (es_ES)

As pesquisas em educação em ciências hoje reclamam que é preciso formar sujeitos responsáveis nas ações, e críticos da realidade sócio ambiental; para isto se requer professores, organizações curriculares e avaliações que trabalhem nesta perspectiva. Assim, foi feita uma pesquisa para determinar a correspondência entre o ensino, a aprendizagem e a avaliação dos conteúdos ambientais nos currículos e livros didáticos para o ensino de química no Brasil. Fizemos uma análise de conteúdo dos parâmetros curriculares em sete livros de química e, nas provas “Exame Nacional do Ensino Médio: ENEM”. Encontramos que o ensino de química entorno aos conteúdos ambientais e as estratégias de ensino, no que tem a ver com o ambiental, nos parâmetros curriculares e na maioria de livros didáticos analisados, estão de acordo com os referenciais das pesquisas atuais em didática das ciências e na educação ambiental. Mas, nas provas de avaliação ENEM há pouco conteúdo relacionado com o ambiental, e estes poucos estão descontextualizados e se apresentam de maneira tradicional; portanto, não atendem às políticas educacionais ambientais, o que significa que há desarticulação entre o que se propõe ensinar de acordo com as políticas educacionais e o que se avalia nesta prova nacional.

Resumen (en_US)

Research in sciences education currently complain that is necessary to educate people responsible to act and critical thought about social environmental reality, it requires teachers, curriculum organizations and assessments to work in this perspective. Thus, this research was conducted to determine correspondence between teaching, learning and evaluation of environmental contents in curricula and textbooks for teaching chemistry in Brazil. We did a content analysis of curricular standards in seven chemistry books and in the tests "National High School Examination: ENEM". We found that chemistry teaching around environmental contents and teaching strategies in relation to environmental aspects in the curricular parameters and in most of the textbooks analysed are in agreement with the references of the current research in didactics of sciences and environmental education. However, in ENEM evaluation tests there is few content related to the environment, and these few are decontextualized and presented in a traditional way; Therefore, do not meet environmental education policies, which means that there is disarticulation between what is taught according to educational policies and what is evaluated in this national test.

Resumen (pt_BR)

As pesquisas em educação em ciências hoje reclamam que é preciso formar sujeitos responsáveis nas ações, e críticos da realidade sócio ambiental; para isto se requer professores, organizações curriculares e avaliações que trabalhem nesta perspectiva. Assim, foi feita uma pesquisa para determinar a correspondência entre o ensino, a aprendizagem e a avaliação dos conteúdos ambientais nos currículos e livros didáticos para o ensino de química no Brasil. Fizemos uma análise de conteúdo dos parâmetros curriculares em sete livros de química e, nas provas “Exame Nacional do Ensino Médio: ENEM”. Encontramos que o ensino de química entorno aos conteúdos ambientais e as estratégias de ensino, no que tem a ver com o ambiental, nos parâmetros curriculares e na maioria de livros didáticos analisados, estão de acordo com os referenciais das pesquisas atuais em didática das ciências e na educação ambiental. Mas, nas provas de avaliação ENEM há pouco conteúdo relacionado com o ambiental, e estes poucos estão descontextualizados e se apresentam de maneira tradicional; portanto, não atendem às políticas educacionais ambientais, o que significa que há desarticulação entre o que se propõe ensinar de acordo com as políticas educacionais e o que se avalia nesta prova nacional.

Descargas

La descarga de datos todavía no está disponible.

Biografía del autor/a

Diana Lineth Parga Lozano, Universidad Pedagógica Nacional

Profesora del dpto. de Química de la Universidad Pedagógica Nacional. Fui editoria de la Revista TED y coordinadora de la Maestría en Docencia de la Química. Actualmente adelanto estudios de doctorado en la UNESP, Bauru, SP, Brasl

Trabajo en la línea del conocimiento didáctico del contenido, contenidos CTS y relacion educacion en ciencias y educación ambiental

Referencias

BAZZO, W.A.; LINSINGEN, I.; TEIXEIRA, L. Introdução aos estudos CTS (ciência, tecnologia e sociedade). Cadernos de Ibero-América. Organização dos Estados Ibero-americanos. Madrid: España, 2003.

BRASIL. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Lei no 9.394. 20 de dezembro, 1996.

BRASIL. Plano Nacional de Educação. Câmara dos Deputados. Brasilia: Brasil, 2000.

BRASIL; MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO (MEC); SECRETARIA DE EDUCAÇÃO MÉDIA E TECNOLÓGICA (SEMTEC). PCN + Ensino médio: orientações educacionais complementares aos Parâmetros Curriculares Nacionais – Ciências da Natureza, Matemática e suas Tecnologias. MEC e SEMTEC. Brasilia: Brasil.

BRASIL; MEC; SECRETARIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA (SEB), DEPARTAMENTO DE POLÍTICAS DE ENSINO MÉDIO. Orientações Curriculares do Ensino Médio. MEC/SEB. Brasilia: Brasil, 2006.

CALAFELL, G; BONIL, J. JUNYENT, MP. ¿Es posible una didáctica de la educación ambiental? ¿Existen contenidos específicos para ello? Revista eletrônica do mestrado em Educação ambiental do PPGEA/FURG-RS, vol. especial, pp. 31-54. 2015.

ENEM. Ministério da educação de Brasil. Caderno amarelo. 2010.

ENEM. Ministério da educação de Brasil. Caderno rosa. 2014.

GARCÍA, E. ¿Es posible una didáctica de la Educación Ambiental? Hacia un modelo didáctico basado en las perspectivas constructivista, compleja y crítica. Revista eletrônica do mestrado em Educação ambiental do PPGEA/FURG-RS, vol. especial, 2015.

GAVIDIA, V.; CRISTERNA, M. D. Dimensión medioambiental de la ecología en los libros de texto de la educación secundaria obligatoria española. Didáctica de las ciencia experimentales y sociales, v. 14, pp. 53-67. 2000.

GORDILLO, M.M. Controversias tecnocientíficas: diez casos simulados sobre ciencia, tecnología, sociedad y valores. Octaedro-OEI. Barcelona: España, 2006.

MARTÍNEZ, L.F.; PARGA, D. L. Discurso ético y ambiental sobre cuestiones sociocientíficas: aportes para la formación del profesorado. Universidad Pedagógica Nacional. Bogotá: Colombia, 2013.

MEMBIELA, P. Enseñanza de las ciencia desde la perspectiva Ciencia-Tecnología-Sociedad. Formación científica para la ciudadanía. Narcea ediciones. Madrid: España, 2001.

MIRAGAIA, F.P.; LEITE, D.C. E. Química na abordagem do cotidiano 1. Moderna. São Paulo: Brasil, 2010a.

MIRAGAIA, F. P.; LEITE, D. C. E. Química na abordagem do cotidiano 2. Moderna. São Paulo: Brasil, 2010b.

MIRAGAIA, F.P.; LEITE, D.C.E. Química na abordagem do cotidiano 3. Moderna. São Paulo: Brasil, 2010c.

MORA, W.M.; PARGA, D.L. Aportes al CDC desde el pensamiento complejo. In: GARRITZ, A.; LORENZO, G.; DAZA, S. (comp.). Conocimiento Didáctico del Contenido. Una perspectiva Iberoamericana. Editorial Académica Española. Saarbrücken: Alemania, 2014. pp. 100-143.

PARGA, D. L.; ALBA, D. Contenidos CTSA en libros de texto de química. Praxis & Saber, v. 6, n. 11, pp. 15-42. 2015. Doi: 10.19053/22160159.3572.

PARGA, D. L.; MORA, W. Didáctica ambiental y conocimiento didáctico del contenido en quí- mica. Indagatio didactica, v. 8, n. 1, pp. 777- 792. 2016.

PARGA, D.L. (ed.). Conocimiento didáctico del contenido (CDC) en química. Universidad Pedagógica Nacional. Bogotá: Colombia, 2015. https://doi.org/10.17227/pd.2015.8359

PEREIRA, D.S.W. L. P.; et al. Química cidadã 1. Editora Nova geração. São Paulo: Brasil, 2010a.

PEREIRA, D.S.W. L. P.; et al. Química cidadã 2. Editora Nova geração. São Paulo: Brasil, 2010b.

PEREIRA, D.S.W. L. P.; et al. Química cidadã 3. Editora Nova geração. São Paulo: Brasil, 2010c.

PEREIRA, D.S.W. L. P.; et al. Química & Sociedade. Editora Nova geração. São Paulo: Brasil, 2008.

SAUVÉ, L. Educación científica y educación ambiental, un cruce fecundo. Enseñanza de las ciencias, v. 28, n. 1, pp. 5-18. 2010.

YUS, R.R. Hacer reforma: Hacia una educación global desde la transversalidad. Grupo Anaya. Madrid: España, 1997.

Cómo citar
Parga Lozano, D. (2017). Conteúdos ambientais no ensino de química: análise dos currículos, dos livros didáticos e matrizes de avaliação nacional no Brasil. Góndola, Enseñanza Y Aprendizaje De Las Ciencias, 12(2), 117. https://doi.org/10.14483/23464712.10848
Publicado: 2017-07-07
Sección
ARTÍCULOS