Geotecnologias aplicadas a análise do conforto térmico nos bairros do Castelo branco e estsados no municipio de João Pessoa –PB

Português

  • Bruna Araujo Candeia IFPB
  • Nathália de Oliveira Silva
  • Jordy Jonathan Monteiro de Azevêdo
  • Diego da Silva Valdevino
  • Vera Regina Silva Wanderley

Resumen (es_ES)

O desconforto térmico interfere negativamente na qualidade de vida. Numa análise comparativa da temperatura dos bairros Castelo Branco e Estados, em João Pessoa, a partir de imagens das bandas 10 e 11 do sensor TIRS do satélite Landsat 8, dos dias 28 de julho de 2013 e 7 de novembro de 2015, tratadas no software ArcGIS Pro 1.4.0, verificou-se que apesar de Castelo Branco apresentar mais variações de temperatura, contém uma zona de conforto térmico significativa (45%), diferente de Estados, que apresenta, em sua totalidade, área desconfortável (22%) e muito desconfortável (78%). Os 45% da zona de conforto térmico do Castelo Branco dar-se, ao contrário de Estados, pelo zoneamento implantado no bairro e pela presença de uma ilha de frescor considerável, responsável por um efeito de borda positivo na faixa limítrofe da área povoada e pelo equilíbrio térmico no restante da comunidade.

Descargas

La descarga de datos todavía no está disponible.
Cómo citar
Araujo Candeia, B., de Oliveira Silva, N., Monteiro de Azevêdo, J. J., da Silva Valdevino, D., & Silva Wanderley, V. R. (2019). Geotecnologias aplicadas a análise do conforto térmico nos bairros do Castelo branco e estsados no municipio de João Pessoa –PB. UD Y La geomática, (13). Recuperado a partir de https://revistas.udistrital.edu.co/index.php/UDGeo/article/view/14342
Publicado: 2019-08-15
Sección
Artículo de investigación científica y tecnológica