Resultados da implementação de detectores de bordas no software CARTOMORPH

  • Erivaldo Antônio da Silva
  • Amanda Fructuozo Dos Santos
  • Carolina Dias Chaves
Palabras clave: Detector de Borda, Morfologia Matemática, PDI, Sensoriamento Remoto. (es_ES)

Resumen (es_ES)

A utilização da Morfologia Matemática na área de Processamento Digital de Imagem é apresentada como uma abordagem não linear de análise de estruturas espaciais resultando, na maioria das vezes em resultados melhores que os obtidos com a abordagem linear para extração de estruturas geométrica de objetos. Na FCT/UNESP está sendo desenvolvido o software de domínio público, CARTOMORPH, em que foram implementados detectores de bordas morfológicos e convencionais. O operador Gblur foi implementado no software utilizando detectores morfológicos, já os operadores Sobel e Prewitt foram implementados na forma convencional, utilizando filtros espaciais como base em suas aplicações. De acordo com a análise dos resultados obtidos depois da aplicação dos detectores de borda, foi concluído que o detector Gblur possuiu o melhor resultado, confirmando a hipótese inicial de que operadores não lineares são mais adequados em relação aos operadores lineares.

Descargas

La descarga de datos todavía no está disponible.
Cómo citar
da Silva, E. A., Fructuozo Dos Santos, A., & Dias Chaves, C. (2017). Resultados da implementação de detectores de bordas no software CARTOMORPH. UD Y La geomática, (10), 45-42. Recuperado a partir de https://revistas.udistrital.edu.co/index.php/UDGeo/article/view/7927
Publicado: 2017-04-17
Sección
Artículo de investigación científica y tecnológica

Artículos más leídos del mismo autor/a