O ensino da biodiversidade: tendências e desafios nas experiências pedagógicas

The teaching of biodiversity: trends and challenges in pedagogical experiences

  • Yonier Alexander Orozco Marín Universidade Federal do Acre
Palabras clave: didactic resource, teaching aid, teaching method (en_US)
Palabras clave: material didáctico, medios de enseñanza, método de enseñanza (pt_BR)

Resumen (pt_BR)

Atualmente é reconhecido que a educação tem um papel fundamental na formação dos cidadãos cientes da biodiversidade e das problemáticas em sua conservação. A biodiversidade como um conceito integrador e polissêmico levanta desafios para sua abordagem em sala de aula por parte dos professores e nas pesquisas. O presente trabalho objetivou caracterizar e refletir sobre as tendências e desafios do ensino da biodiversidade no contexto brasileiro, identificando as abordagens dadas ao conceito, o enfoque metodológico, os recursos didáticos e as dificuldades apontadas em pesquisas e relatos de experiências pedagógicas no qual o ensino do conceito foi abordado explicitamente com o público escolar. Foram analisadas vinte pesquisas sobre experiências desenvolvidas em diferentes níveis educativos. Encontrou-se que o âmbito de explicação biológico-ecológico é privilegiado sobre elementos socioculturais do conceito. As metodologias ativas relacionadas com a abordagem de problemas da biodiversidade local, a construção de projetos e a investigação escolar são os enfoques pedagógicos que orientam estas práticas. Os principais recursos utilizados correspondem aos recursos naturais e do contexto, tanto contemporâneos, quanto dinamizadores. O ensino do conceito ainda levanta desafios sobre seu lugar no currículo, o livro didático e a formação do professor para abordá-lo.

Resumen (en_US)

Nowadays, it is recognized that education plays a fundamental role in training citizens aware of biodiversity and its conservation issues. Biodiversity, as an integrating and polysemic concept, raises challenges for its approach in the classroom by teachers and researchers. This paper aimed to characterize and reflect on the trends and challenges of biodiversity teaching in the Brazilian context, identifying approaches given to the concept, methodological approach, didactic resources and difficulties pointed out both in research and reports of pedagogical experiences where teaching this concept was explicitly addressed to school’s audience. Twenty research papers about experiences developed at different educational levels were analyzed. It was found that the scope of biological-ecological explanation is privileged on sociocultural elements of the concept. Active methodologies related to the approach of problems of local biodiversity, project construction and school research are the pedagogical approaches that guide these practices. The main resources used correspond to the natural resources and the context, contemporary and dynamic. Teaching the concept still raises challenges about its place in the curriculum, the textbook, and teacher’s training processes. 

Descargas

La descarga de datos todavía no está disponible.

Biografía del autor/a

Yonier Alexander Orozco Marín, Universidade Federal do Acre

Licenciado en Biología - Universidad Distrital Francisco José de Caldas

Dissente Mestrado Profissional em Ensino de Ciencias e Matematicas - Universidade Federal do Acre

Referencias

AGENCIA EFE. Alarma mundial por dramática caída de la biodiversidad. El Espectador, Bogotá, 14 julio, 2016. Disponible en: http://www. elespectador.com/noticias/medio-ambiente/ alarma-mundial-dramatica-perdida-de-biodiversidad- articulo-643358

BOSSIO, M. Biodiversidad y conocimientos tradicionales en la Provincia de Jujuy desde la perspectiva de la declaración universal de bioética y derechos humanos. Universidad Nacional de Jujuy, Argentina, 2008. Disponible en: http:// www.unesco.org.uy/shs/fileadmin/templates/ shs/archivos/TrabajosLibres-Bioetica/5.%20Biodiversidad% 20y%20Conocimientos%20Provincia% 20de%20Jujuy.pdf

BUENO, P.; FITZGERALD, V. Aprendizaje basado en problemas. Theoria, v. 13, pp. 145-157 . 2004.

CABELLO, J. Biodiversidad, docencia e investigación. Cuadernos de biodiversidad, v. 8, n. 5, pp. 8- 11. 2000.

DAHLE, L.; FORSBERG, P.; HÅRD, H.; WYON, Y.; HAMMAR, M. ABP e medicina – desenvolvimento de alicerces teóricos sólidos e de uma postura professional de base científica. In: ARAÚJO, U.; SASTRE, G. (Orgs.) Aprendizagem Baseada em Problemas no Ensino Superior. Summus. São Paulo: Brasil, 2009. pp.123-140.

FONSECA, G. El conocimiento didáctico del contenido del concepto de biodiversidad de profesores en formación de biología. In: Memorias X JORNADAS NACIONALES V CONGRESO INTERNACIONAL DE ENSEÑANZA DE LA BIOLOGÍA. Córdoba, Argentina. Memorias, ADBIA, 2012.

FONSECA, M. A biodiversidade e o desenvolvimento sustentável nas escolas do ensino médio de Belém (PA), Brasil. Educação e Pesquisa, v. 33, n. 1, p. 63-79. 2007. http://dx.doi.org/10.1590/ S1517-97022007000100005

GARCÍA, J.; GARCÍA, F. Aprender investigando: Una propuesta basada en la investigación. Diada. Sevilla: España, 1997.

GASTON, K. Biodiversity: Biology of Numbers and Difference. Blackwell Science. Oxford: EE.UU., 1996.

GIANOTTO, E.; ARAUJO, M. Recursos didáticos alternativos e sua utilização no ensino de Ciências. In: GIANOTTO, D. (Org.) Formação docente e instrumentalização para o ensino de ciências. Formação de professores em Ciências Biológicas – EAD. Eduem. Maringá: Brasil, 2012. pp. 89-102.

GUIMARAES, R.; SEITHI, D.; SILVA, D.; MONTOYA, D. O papel da mediação do professor em aulas de ciências: a abordagem temática na geração da controvérsia sobre o aspecto cultural do conceito de biodiversidade. X ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISA EM EDUCAÇÃO EM CIÊNCIAS – X ENPEC, Águas de Lindóia. Anais, ABRAPEC, 2015.

KRASILCHIK, M. Prática de Ensino de Biologia. 6 ed. EDUSP. São Paulo: Brasil, 2008.

LACUEVA, A. Proyectos de investigación en la escuela: científicos, tecnológicos y ciudadanos. Revista de educación, v. 3, n. 323, pp. 265- 288. 1999.

LEITÃO, C. Biodiversidade cultural e imaginário do desenvolvimento: políticas públicas para a valorização e proteção integradas do patrimônio cultural e natural brasileiros. Políticas Culturais em Revista, v.1, n. 3, pp. 5-22. 2010.

MACLAURIN, J.; STERELNY, K. What is Biodiversity? The University of Chicago Press. Chicago: EE.UU., 2008.https://doi.org/10.7208/chicago/9780226500829.001.0001

MARTÍNEZ, J. La evolución y la conservación de la biodiversidad. In: SOLER, M. (Editor) Evolución la base de la biología. P royecto Sur. España, 2002. pp. 407-416.

MIRANDA, S. No Fascínio do jogo, a alegria de aprender. Ciência Hoje, v. 28, n. 14, pp. 64- 66. 2001.

MORREL, V. La variedad de la vida. Revista National Geographic en castellano, v. 4 , n. 2, pp. 12-28. 1999.

NOSS, R. Indicators for Monitoring Biodiversity: A Hierarchical Model. Conservation Biology, v. 4, n. 4, pp. 355-364. 1990. https://doi.org/10.1111/j.1523-1739.1990.tb00309.x

OROZCO, Y. Relação escola - território no ensino do conceito biodiversidade. O que os alunos de um contexto rural colombiano sabem sobre a biodiversidade que os rodeia? In: Anais X SIMPOSIO LINGUAGENS E IDENTIDADES DA/ NA AMAZONIA SUL-OCIDENTAL, Rio Branco (AC, Brasil), 2016.

OROZCO, Y. Restaurando el Cerro Majuy, Cota, Cundinamarca: entre biodiversidad y escenarios vivos de aprendizaje. Conservación colombiana, n.21, pp. 52-57. 2014.

POZO, J. Enfoques para la Enseñanza de la Ciencia. Teorías cognitivas del aprendizaje. Morata. Madrid: España, 1997. pp. 265-308.

PRIMACK, R.; ROZZI, R. Fundamentos de conservación biológica. Perspectivas latinoamericanas. Fondo de Cultura Económica. Ciudad de México: México, 2001. pp. 77-97.

SOUZA, H. Metodologia qualitativa de pesquisa. Educação e pesquisa, v. 30, n. 2, pp. 289-300. 2004.https://doi.org/10.1590/S1517-97022004000200007

SOUZA, E. O uso de recursos didáticos no ensino escolar. In: I ENCONTRO DE PESQUISA EM EDUCAÇÃO. Maringá, Brasil. Anais. 2007.

STEARNS, S.; HOEKSTRA, R. Evolution: An Introduction. Oxford University Press. Oxford: EE.UU., 2000.

XAVIER, K. O uso de materiais biológicos como elementos facilitadores do processo de ensino e aprendizagem em atividades teórico-práticas. In: IX ENCONTRO DE EXTENSÃO, X ENCONTRO DE INICIAÇÃO A DOCÊNCIA, UFPB, Brasil. 2007.

Cómo citar
Orozco Marín, Y. A. (2017). O ensino da biodiversidade: tendências e desafios nas experiências pedagógicas. Góndola, enseñanza Y Aprendizaje De Las Ciencias, 12(2), 173. https://doi.org/10.14483/23464712.11599
Publicado: 2017-07-07
Sección
ARTÍCULOS