Luz e cotidiano: ideias prévias de alunos do ensino fundamental sob a perspectiva da alfabetização científica

Light and every day: previous ideas of students of fundamental education under the perspective of scientific literacy

Luz y cotidiano: ideas previas de alumnos de la enseñanza fundamental bajo la perspectiva de la alfabetización científica

Palabras clave: teaching, science, scientific literacy (en_US)
Palabras clave: enseñanza, ciencias, alfabetización científica (es_ES)
Palabras clave: ensino, ciências, alfabetização científica (pt_BR)

Resumen (pt_BR)

O presente estudo teve como objetivo verificar a presença de indicadores de alfabetização científica nos discursos escritos e gráficos de uma amostragem de alunos do Ensino Fundamental, pela implementação de uma sequência didática na disciplina de ciências naturais, empregando como tema gerador de discussão a utilização da luz no cotidiano das pessoas. A metodologia aplicada direcionou-se para abordagem de pesquisa qualitativa tendo como dados as respostas obtidas por dezessete alunos. A sequência didática implementada foi composta por etapas divididas em: (i) verificação de ideias prévias dos alunos por meio da aplicação de questionários investigativos; (ii) implementação de uma sequência didática sobre a temática em questão; (iii) acompanhamento da aprendizagem dos alunos pelos registros escritos e gráficos. A pesquisa foi realizada na rede de ensino regular da cidade Codó – Maranhão - Brasil, com alunos de faixa de idade entre dez e onze anos. O tratamneto dos dados direcionou-se para análise de conteúdo dos registros escritos e dos desenhos feitos pelos alunos sujeitos dessa pesquisa. No tocante a análise de conteúdo dos registros escritos, se configurou a partir de um esquema com blocos analíticos que possibilitaram a identificação de quatro indicadores da alfabetização científica. Já para os registros gráficos (desenhos) foram adotados os modos semióticos de discursos sobre a cooperação e a especialização Os resultados revelaram que os alunos constroem as suas redes de significados a partir de informações simplistas das ciências pautadas principalmente por meio de associação de conceitos inerentes às suas vivências no cotidiano (senso comum). Porém, se destaca a importância da valorização das ideias prévias dos alunos no processo de ensino aprendizagem a serem utilizadas nas aulas de ciências e para o desenvolvimento e de apropriação de argumentação científica.

Resumen (en_US)

This study aims to verify the presence of scientific literacy indicators in the written and graphic discourses in a sample of basic education students. Through the implementation of a didactic sequence in natural sciences field, the discussion generator theme was the use of light in everyday life. The methodology applied was based on the qualitative research approach, taking as a basis the answers obtained by seventeen students. The didactic sequence implemented was composed of stages divided into (1) application of inquiry questionnaires to find previous ideas; (2) development of a didactic sequence on the topic; (3) follow-up of students' learning based on written records and graphs. We applied the survey in a school in the Codó city, in Maranhão - Brazil, with children between ten and eleven years old. The data were studied through a content analysis applied to the written records and the drawings made by the children involved in this research. The results show that students construct their networks of meanings based on simplistic information from sciences mainly on the association of concepts inherent to their daily experiences (common sense). However, the importance of the assessment of student's previous ideas in the teaching and learning process, used in the science classes for the development and the appropriation of the scientific argumentation is highlighted.

Resumen (es_ES)

El presente estudio tuvo como objetivo verificar la presencia de indicadores de alfabetización científica en los discursos escritos y gráficos de un muestreo de alumnos de educación básica, mediante la implementación de una secuencia didáctica en la materia de ciencias naturales, empleando como tema generador de discusión, el uso de la Luz en la vida cotidiana. La metodología aplicada fue bajo el enfoque de investigación cualitativa teniendo como datos las respuestas obtenidas por diecisiete estudiantes. La secuencia didáctica implementada fue compuesta por etapas divididas en: (i) verificación de ideas previas de los alumnos por medio de la aplicación de cuestionarios de indagación; (ii) implementación de una secuencia didáctica sobre la temática en cuestión; (iii) seguimiento del aprendizaje de los alumnos a partir de los registros escritos y gráficos. La encuesta fue realizada en un colegio de la ciudad Codó - Maranhão - Brasil, con niños de entre diez y once años. Los datos se estudiaron mediante un análisis de contenido aplicado a los registros escritos y los dibujos hechos por los niños sujetos de esa investigación. Esto se hizo a partir de un esquema organizado en dos bloques analíticos que posibilitaron la identificación de cuatro indicadores de alfabetización científica. Para los registros gráficos (dibujos) se adoptaron modos semióticos de discursos; la cooperación y la especialización. Los resultados revelaron que los alumnos construyen sus redes de significados a partir de informaciones simplistas de las ciencias basadas principalmente por medio de la asociación de conceptos inherentes a sus vivencias cotidianas (sentido común). Sin embargo, se destaca la importancia de la valoración de las ideas previas de los alumnos en el proceso de enseñanza y aprendizaje, utilizadas en las clases de ciencias para el desarrollo y la apropiación de la argumentación científica.

Descargas

La descarga de datos todavía no está disponible.

Biografía del autor/a

Clara Virgínia Vieira Carvalho Oliveira Marques, Universidade Federal do Maranhão, São Lúis, MA, Brasil

Professora e orientadora do Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências e Matemática – PPECEM e do Programa de Pós-Graduação em Gestão do Ensino da Educação Básica – PPGEEB. Universidade Federal do Maranhão – UFMA. São Lúis, MA – Brasil. Professora Adjunta da Coordenação do Curso de Licenciatura em Ciências Naturais da mesma instituição, campus VII – Cidade de Codó/MA.

Deusalice Cardoso Fernandes, Universidade Federal do Maranhão, Campus VII, cidade de Codó, Maranhão, Brasil

Graduanda do Curso de Licenciatura em Ciências Naturais da Universidade Federal do Maranhão – UFMA. Campus VII – cidade de Codó – Maranhão, Brasil.

Referencias

ALEGRO, A.C.R. Conhecimento prévio e aprendizagem significativa de conceitos históricos no Ensino Médio. Antíteses, Londrina, v. 1, n. 2, pp. 539-541. Jul.-dez. de 2008.

BARDIN, L. Análise de Conteúdo. Edições 70. Lisboa: Portugal. 2002.

BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais: Introdução e Ciências Naturais. MEC/SEF. Brasília: Brasil. 1997.

BRUM, P.W.; SCHUHMACHER, E. O tema solo no Ensino Fundamental: Concepções Alternativas dos estudantes sobre as implicações de Sustentabilidade. Experiências em Ensino de Ciências, Mato Grosso, v. 9, n. 1, pp 50-61, 2014. DOI: https://doi.org/10.18250/2179-2933/ensinodeciencias.v5n2p29-44

CARLETTO, M.R.; LORENZETTI, L.; VIECHENESKI, J. P. Desafios e práticas para o ensino de ciências e alfabetização científica nos anos iniciais do ensino fundamental. Atos de Pesquisa em Educação, Blumenau, v. 7, n. 3, pp. 853-876, 2012. DOI: https://doi.org/10.7867/1982-4866.2013v19n1p3-16

CARLOS, E.J.; SANTANA. M.F. Regularidades e Dispersões no Discurso da Aprendizagem Significativa em David Ausubel e Paulo Freire. Aprendizagem Significativa em Revista, Porto Alegre, v. 3, pp. 12-22. 2013. DOI: https://doi.org/10.22196/rp.v3i3.3499

CARMO. J.F. Iluminação natural e iluminação artificial nos interiores residenciais. Revista Especialize On-line, Goiânia, v. 1, n. 14, pp 1-16, dezembro 2017.

COSTA, A. Desenvolver a capacidade de argumentação dos estudantes: um objectivo pedagógico fundamental. Revista Iberoamericana de Edcuación, Madrid, v. 46, n. 5, pp 1-8, junho de 2008.

CHAGAS, J.J.T.; SOVIERZOSKI, H.H. Um diálogo sobre aprendizagem significativa, conhecimento prévio e ensino de ciências. Aprendizagem Significativa em Revista, Porto Alegre, v. 4, pp. 37-52, 2014. DOI: https://doi.org/10.11606/t.39.2011.tde-08082011-101520

CHASSOT, A. Alfabetização científica: uma possibilidade para a inclusão social. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, n. 22, pp.89-100, jan-abr de 2003. DOI: https://doi.org/10.1590/s1413-24782003000100009

FERRACIOLI, L. Aspectos da Construção do Conhecimento e da Aprendizagem na Obra de Piaget. Cad. Cat. Ens. Fís, Florianópolis, v. 16, n. 2, pp. 180-194, ago de 1999.

FRACALANZA, H.; NETO, J.M. O livro Didático de Ciências no Brasil. Komedi. Campinas: Brasil. 2006.

FRANCO, M.L.P.B. Análise de Conteúdo. 3. ed. Líber Livro. Brasília: Brasil. 2008.

GIL, A.C. Como elaborar projetos de pesquisa. Atlas. São Paulo: Brasil. 2010.

GÜNTHER, H. Pesquisa Qualitativa versus Pesquisa Quantitativa: Esta é a questão? Psicologia: Teoria e Pesquisa, Brasília, v. 22, n. 2, pp. 201-210. Mai-Ago 2006. DOI: https://doi.org/10.1590/s0102-37722006000200010

HERNÁNDEZ, F. Transgressão e Mudança na Educação – Os projetos de trabalho. Artmed. Porto Alegre: Brasil. 1998.

LÜDKE, M.; ANDRÉ, M.E.D.A. Pesquisa em educação: abordagens qualitativas. EPU. São Paulo: Brasil. 1986.

MÁRQUEZ, C.; IZQUIERDO, M.; ESPINET, M. Comunicación multimodal en la clase de ciencias: El ciclo del agua. Enseñanza de las Ciencias, Espanha, v. 21, n. 3, 371-386, 2003.

MOREIRA, M.A. A teoria da aprendizagem significativa e sua implementação em sala de aula. Editora da Universidade de Brasília. Brasília: Brasil. 2006. DOI: https://doi.org/10.17143/ciaed/xxiiciaed.2016.00192

MOTA, M.S.G.; PEREIRA, F.E.L. Desenvolvimento e Aprendizagem: Processo de Construção do Conhecimento e Desenvolvimento Mental do Indivíduo, 2002. Curso de Especialização em Educação Profissional Técnica de Nível Médio Integrada ao Ensino Médio na Modalidade EJA. DOI: https://doi.org/10.26512/2016.02.d.20249

PIPITONE, M.C. Visión del professorado sobre la implementación de una nueva asignatura: ciências para el mundo conteporáneo. 340f. Tese de Doutorado. Departament de Didàctica de la Matemàtica i de les Ciències Experimentals. Universidade Autonoma de Barcelona. Bellaterra, dezembro, 2012. DOI: https://doi.org/10.25267/rev_eureka_ensen_divulg_cienc.2009.v6.i1.06

ROSA, C.W.; PEREZ, C.A.S.; DRUM, C. Ensino de física nas séries iniciais: concepções da prática docente. Investigações em Ensino de Ciências. Investigações em Ensino de Ciências, Porto Alegre, v. 9, pp. 7-25. 2007. DOI: https://doi.org/10.22600/1518-8795.ienci2017v22n3p01

SANMARTÍ, N. Didáctica de las ciências en la educación secundaria obligatoria. Sintesis Educación. Madrid: España. 2014. 384 pp.

SANTOS, W.L.P. Educação científica na perspectiva de letramento como prática social: funções, princípios e desafíos. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, v. 12, n. 36, pp 574-492, set-dez 2007. DOI: https://doi.org/10.1590/s1413-24782007000300007

SANTOS, W.; SCHNETZLER, R.P. Educação em Química: Compromisso com a cidadania. 3a. ed. Ed. Unijuí. Ijuí: Brasil. 2003.

SASSERON, L.H. Alfabetização Científica, Ensino por investigação e argumentação: Relações entre Ciências da Natureza e escola. Revista Ensaio, Belo Horizonte, v. 17, n. especial, pp. 49-67. Novembro, 2015. DOI: https://doi.org/10.1590/1983-2117201517s04

SASSERON, L.H; CARVALHO, A.M. Almejando a Alfabetização Científica no Ensino Fundamental: A proposição e a procura de indicadores do processo. Investigações em Ensino de Ciências, Porto Alegre, v. 13, n. 3, pp. 333-352. 2008. DOI: https://doi.org/10.22600/1518-8795.ienci2016v20n1p208

SASSERON, L.H.; CARVALHO, A.M. Escrita e Desenho: Análise de registros elaborados por alunos do Ensino Fundamental em aulas de Ciências Revista Brasileira de Pesquisa em Educação em Ciências, Belo Horizonte, vol. 10, n. 2, 2010. DOI: https://doi.org/10.1590/1983-21172010120202

SOBRAL, A.C.M.B.; TEIXEIRA, F.M. Conhecimentos Prévios: Investigando como são utilizados pelos professores de Ciências das Séries Iniciais do Ensino Fundamental. In: Anais do VI Encontro Nacional de Pesquisa em Educação em Ciências- ENPEC, Florianópolis, v. 1, pp. 1-11. 2007. DOI: https://doi.org/10.11606/t.81.2013.tde-13112014-154742

STRAUS, A.; CORBIN, J. Pesquisa qualitativa: técnicas e procedimentos para o desenvolvimento de teoria fundamentada. Tradução DE OLIVEIRA DA ROCHA, L. 2a. ed. Artmed. Porto Alegre: Brasil. 2008.

VITORASSO, M.E.K. Conhecimentos Prévios: Concepções de dois professores de uma escola particular da cidade de São Paulo. 49f. Centro de Ciências Biológicas e da Saúde, Monografia - Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo, 2010. DOI: https://doi.org/10.11606/t.5.2015.tde-19062015-154448

WERNECK, V.R. Sobre o processo de construção do conhecimento: O papel do ensino e da pesquisa. Ensaio: Aval. Pol. Públ. Educ., Rio de Janeiro, v. 14, n. 51, pp. 173-196. Abr.-jun. 2006. DOI: https://doi.org/10.1590/s0104-40362006000200003

Cómo citar
Carvalho Oliveira Marques, C. V. V., & Cardoso Fernandes, D. (2019). Luz y cotidiano: ideas previas de alumnos de la enseñanza fundamental bajo la perspectiva de la alfabetización científica. Góndola, enseñanza Y Aprendizaje De Las Ciencias, 14(2), 268-285. https://doi.org/10.14483/23464712.13704
Publicado: 2019-07-31
Sección
ARTÍCULOS