Atividade investigativa sobre nutrientes dos alimentos: possíveis contribuições da teoria da aprendizagem significativa

Investigative activity from the perspective of meaningful learning: an application to elementary school in accordance with nutritional facts

  • Andreia Freitas Zômpero UNOPAR
  • Helenara Regina Sampaio UNOPAR
  • Carlos Eduardo Laburú UEL
  • Carlos Souza Gonçalves UNOPAR
Palabras clave: nutrition, research activity, significant learning. (en_US)
Palabras clave: nutrição, atividade investigativa, aprendizagem significativa (pt_BR)

Resumen (pt_BR)

O estudo apresenta a análise de uma atividade investigativa sobre alimentação e seus nutrientes, aplicada na disciplina de Ciências do Ensino Fundamental de uma escola pública na cidade de Londrina (Paraná, Brasil), fundamentada na Teoria da Aprendizagem Significativa. O objetivo da pesquisa foi verificar as possíveis relações entre o desenvolvimento de uma atividade investigativa com a utilização de tabelas nutricionais e aspectos vinculados à teoria da Aprendizagem Significativa. Por meio da análise foi possível establecer relações e tre as características investigativas propostas pelo National Research Council, tais como: engajamento dos alunos, a priorização para a descoberta de evidências, explicações para elas por meio dos registros dos alunos, a conexão das explicações ao conhecimento científico e a comunicação, com aspectos relativos à teoria da Aprendizagem Significativa.

 

Resumen (en_US)

The study presents the analysis of a research activity about food and its nutrients applied in the discipline of science elementary school in a public school in the city of Londrina (Brazil), based on the Theory of Significant learning. The objective of the research was to determine the relationship between the development of a research activity with the use of nutritional tables, and aspects related to the theory of meaningful learning. Through the analysis it was possible to establish relationships between features investigative proposed by the National Research Council, such as student engagement, prioritization and explanations of the evidence through student records, connecting explanations to scientific knowledge and communication with aspects the theory of meaningful learning.

Descargas

La descarga de datos todavía no está disponible.

Referencias

Ausubel, D., Novak, J., & Hanesian, H. (1980). Psicologia educacional. Rio de Janeiro: Interamericana. Ausubel, D. (2000). Aquisição e retenção de conhecimentos: uma perspectiva cognitiva. Lisboa: Plátano.

Azevedo, M. C. P. S. (2006). Ensino por investigação: problematizando as atividades em sala de aula. In: Carvalho, A. M. P. (Org.). Ensino de ciências: unindo a pesquisa e a prática. São Paulo: Thomson. p. 19-33.

Belmont, R.S; Pereira, M. M; Lemos, E.S. (2012). Integrando Física e Educação Física em uma atividade investigativa. III Encontro Nacional de Ensino de Ciências da Saúde e do ambiente, Niterói. Disponível em: www. ensinosaudeambiente.com.br/eneciencias/ anaisiiieneciencias/trabalhos/T102.pdf. Acesso em 02 de nov. 2014.

Bendino, Nívea I.; Popolim, Welliton D.; Oliveira, C. R. (2012). Avaliação do conhecimento e dificuldades de consumidores frequentadores de supermercado convencional em relação à rotulagem de alimentos e informação nutricional. Journal Health Sci Inst, 30(3).

Borges, A. T. (2002). Novos rumos para o laboratório escolar de ciências. Caderno Brasileiro Ensino de Física, Florianópolis, 19(3), 291-313.

Brasil. Secretaria de Educação Fundamental. (1998). Parâmetros Curriculares Nacionais: Ciências naturais. Brasília: MEC/SEF.

Campos, M. C. C.; Nigro, R. G. (1999). Didática de ciências: o ensino-aprendizagem como investigação. São Paulo: FTD.

Carvalho, A. M. P. (2006). Las practices experimentales en el proceso de enculturación científica. In M.Q. Gatica, & A. Adúriz-Bravo (Eds.). Ensenar ciencias en el Nuevo milenio: retos e propuestas. Santiago: Universidade Católica de Chile.

Colin, P.; Chauvet, F.; Viennot, L. (2002). Reading images in optics: students ‘difficulties and teachers’ views. International Journal of Science Education, London, 24(3), 313-332.

Costa, S. S. C., & Moreira, M. A. (2001). A resolução de problemas como um tipo especial de aprendizagem significativa. Cad. Cat.Ens.Fís., 18(3), 278-297.

FLAVELL, J. H., MILLER, P. H., & MILLER, S. A. (1999). Desenvolvimento cognitivo. Porto Alegre: Artes Médicas Sul, 3 ed. Instituto Ciência Hoje . (2014). Disponível em: http:// cienciahoje.uol.com.br/noticias/2014/08/ brasileiro-analfabeto-cientifico. Acesso em 03 de nov. 2014.

Marins, B.R; Jacob, S.C; Peres, F. (2008). Avaliação qualitativa do hábito de leitura e entendimento: recepção das informações de produtos alimentícios. Ciência e tecnologia de alimentos, 28(3), 579-585.

Mayer, R. E., & Moreno, R. (2002). Animation as an aid to multimedia learning. Educational Psychologist Review, 14(1), 87-99. National Research Council. (2000). Inquiry and the national science education standards: a guide for teaching and learning. United States of America: Committee on the Development of an Addendum to the National Science Education Standards on Scientific.

Neves, A. P.; Guimarães, P. I. C; Merçon, F. (2009). Interpretação de rótulos de alimentos no ensino de química. Química Nova na Escola, 31(1).

Osborne, J.; Erduran, S.; Simon, S. (2004). Taping into argumentation: developments in the application of Toulmin’s argument pattern for study science discourse. Science Education. 88(6).

Pozo, J. I. (1998). A solução de problemas: aprender a resolver, resolver para aprender. Porto Alegre: Artmed.

Sá, E. De. (2009). Discursos de professores sobre ensino de ciências por Investigação. Tese de Doutorado - Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte.

Zanon, D. A. V.; Freitas, D. (2007). A aula de ciências nas séries iniciais do ensino fundamental: ações que favorecem a sua aprendizagem. Ciências & Cognição, 10(1), 93-103.

Zômpero, A. de F.; Laburú, C. E. (2010). As atividades de investigação no ensino de ciências na perspectiva da teoria da aprendizagem significativa. Revista Electrónica de Investigación en Educación en Ciencias, 5(2), 12-19.

Zômpero, A. de F.; Laburú, C. E. (2012). Implementação de atividades investigativas na disciplina de ciências em escola pública: Uma experiência didática. Investigações em Ensino de Ciências. 17(3), 675-684.

Cómo citar
Zômpero, A. F., Sampaio, H. R., Laburú, C. E., & Gonçalves, C. S. (2014). Atividade investigativa sobre nutrientes dos alimentos: possíveis contribuições da teoria da aprendizagem significativa. Góndola, enseñanza Y Aprendizaje De Las Ciencias, 9(2), 10-21. https://doi.org/10.14483/jour.gdla.2014.2.a01
Publicado: 2014-07-01
Sección
ARTÍCULOS