Dicumba – o aprender pela pesquisa em sala de aula: os saberes científicos de química no contexto sociocultural do aluno

Dicumba - Learning by Classroom Research: the Scientific Knowledge of Chemistry in the Sociocultural Context of the Student

Dicumba - el aprender por la investigación en el aula: los saberes científicos de química en el contexto sociocultural del alumno

  • Everton Bedin Universidade Luterana do Brasil (ULBRA) - Brasil.
  • José Claudio Del Pino Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) - Brasil.
Palabras clave: Teaching methodology, research, chemistry teaching. (en_US)
Palabras clave: Metodología de enseñanza, investigación, enseñanza de química. (es_ES)
Palabras clave: Metodologia de ensino, investigação, ensino de química. (pt_BR)

Resumen (pt_BR)

Com o propósito de promover mudanças significativas na prática pedagógica na rede pública de ensino, considerando o saber prévio e a ação do aluno enquanto autor da própria aprendizagem, este artigo tem por objetivo apresentar e refletir sobre o desenvolvimento de uma atividade docente em química centrada na aprendizagem cognitiva bilateral-universal do aluno a partir de uma proposta de ensino denominada Dicumba. Os dados, coletados por meio da observação participante durante as atividades desenvolvidas por 21 alunos da terceira série do Ensino Médio e intensificados pela aplicação de um questionário estruturado, foram analisados e interpretados à luz da Análise Textual Discursiva; os resultados foram expressos por meio do programa Statistical Package for the Social Sciences for Windows. Ao término, pode-se ajuizar que o Aprender pela Pesquisa é uma ação de beneficiar a aprendizagem do aluno de forma crítica, autônoma e reflexiva, despertando neste a curiosidade, a argumentação crítica e o interesse pela ciência por meio da problematização e do reconhecimento de novos saberes.

Resumen (en_US)

With the purpose of promoting significant changes in pedagogical practice in the public school system, considering the prior knowledge and action of the student as author of the learning itself, this article aims to present and reflect on the development of a teaching activity in chemistry, centered on the cognitive learning of the student from a teaching proposal called Dicumba. Data was collected through participant observation during the activities developed by 21 students of the third grade of High School and intensified by the application of a structured questionnaire, were analyzed and interpreted in the light of the Discursive Textual Analysis; the results were expressed through the Windows program Statistical Package for the Social Sciences. At the end, it can be argued that Learning by Research is an action to benefit student learning in a critical, autonomous and reflexive way, arousing his curiosity, critical argument and the interest in science through the problematization and the recognizing of new knowledge.

Resumen (es_ES)

Con el propósito de promover cambios significativos en la práctica pedagógica en el sistema de educación pública, considerando el saber previo y la acción del alumno como autor del propio aprendizaje, en este artículo se presenta y se reflexiona sobre el desarrollo de una actividad docente en química centrada en el aprendizaje cognitivo bilateral-universal del alumno a partir de una propuesta de enseñanza denominada Dicumba. Los datos fueron recogidos por medio de la observación participante durante las actividades desarrolladas por 21 alumnos de educación media, e intensificados por la aplicación de un cuestionario estructurado, los cuales fueron analizados e interpretados a la luz del análisis textual discursivo; los resultados se expresaron a través del programa Statistical Package for the Social Sciences para Windows. En conclusión, podemos decir que el aprender por la investigación es una acción que beneficia el aprendizaje del alumno de forma crítica, y que despierta la curiosidad, la argumentación crítica y el interés por la ciencia a través de la problematización y el reconocimiento de nuevos saberes.

Descargas

La descarga de datos todavía no está disponible.

Biografía del autor/a

Everton Bedin, Universidade Luterana do Brasil (ULBRA) - Brasil.
Doutor em Educação em Ciências. Atualmente, é professor na Universidade Luterana do Brasil (ULBRA), campus Canoas – RS, e pós-doutorando em Educação em Ciências: química da vida e saúde na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Porto Alegre – RS.
José Claudio Del Pino, Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) - Brasil.
Doutor em Engenharia de Biomassa. Atualmente, é professor do PPG Ensino na Universidade do Vale do Taquari (UNIVATES), Lajeado – RS, e professor do PPG Educação em Ciências da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Porto Alegre – RS.

Referencias

BASSO, M. V.; NEVADO, R. A.; FAGUNDES, L. C. Projeto ECSIC - escola, conectividade e sociedade da informação e do conhecimento. 2003. Disponível em < http://www.cinted.ufrgs.br/ciclo3/af/32-projetoecsic.pdf >. Acesso em: 23 jan. 2015.

BEDIN, E. A emersão da interdisciplinaridade no Ensino Médio Politécnico: relações que se estabelecem de forma colaborativa na qualificação dos processos de ensino e aprendizagem à luz das Tecnologias de Informação e Comunicação. (Doutorado em Educação em Ciências: química da vida e saúde). Instituto de Ciências Básicas da Saúde, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre/RS, 2015. Disponível em: <http://hdl.handle.net/10183/126836>. Acessado em 10 jan. 2018.

Brandão, C. R. O que é educação popular. Brasiliense. São Paulo. Brasil. 2006.

FERNÁNDEZ. F. A. Didática y optimización del processo de ense-anza-aprendizaje. Instituto Pedagógico Latinoamericano y Caribe-o. La Havana. Cuba. 1998.

GALIAZZI, M. C.; MORAES, R. Educação pela pesquisa como modo, tempo e espaço de qualificação da formação de professores de ciências. Ciênc. & Educ., Bauru, v. 8, n. 2, 2002. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/ciedu/v8n2/08.pdf>. Acesso em: 03 jan. 2018.

Gil, A. C. Métodos e técnicas de pesquisa social. 5. ed. Atlas. São Paulo. Brasil. 1999.

Gil, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. Atlas. São Paulo. Brasil. 2002.

GRILLO, M. C. et al. Ensino e pesquisa com pesquisa em sala de aula. UNIrevista, (UNISINOS. Online), São Leopoldo – RS, v. 1, n. 2, abr. 2006. Disponível em: <http://www.unibarretos.com.br/faculdade/wp-content/uploads/2015/11/pesquisa-sala-de-aula2.pdf>. Acesso em: 5 fev. 2018.

Martins, J. S. Projetos de pesquisa: estratégias de ensino e aprendizagem em sala de aula. Armazém do Ipê. Campinas. Brasil. 2005.

Moraes, M. C. Pensamento eco-sistêmico: educação, aprendizagem e cidadania no século XXI. Vozes. Petrópolis. Brasil. 2004.

MORAES, R. O significado do aprender: linguagem e pesquisa na reconstrução de conhecimentos. Conjectura, (UCS), Caxias do Sul – RS, v. 15, n. 1, jan/abr. 2010. Disponível em: http://www.ucs.br/etc/revistas/index.php/conjectura/article/viewFile/188/179. Acesso em: 10 fev. 2018.

MORAES, R.; GALIAZZI, M. C. Análise Textual Discursiva: processo reconstrutivo de múltiplas faces. Ciência & Educação, (UNESP), São Paulo – SP, v. 12, n. 1, pp. 117-128, 2006. Disponível em: < http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=251019514009>. Acesso em: 25 jan. 2018.

MORAES. R.; GALIAZZI, M. C. RAMOS, M. G. Pesquisa em sala de aula: fundamentos e pressupostos. In: MORAES, R.; LIMA, V. M. R. (Org.). Pesquisa em sala de aula: tendências para a educação em novos tempos. EDIPUCRS. Porto Alegre. Brasil. 2004.

Piaget, J. A psicologia da criança. Ed. Bertrand Brasil. Rio de Janeiro. 1998.

Santomé, J. Globalização e Interdisciplinaridade: o currículo integrado. Artes Médicas. Porto Alegre. Brasil. 1998.

STEFANO, L. R. F. Representações de professores e alunos sobre a pesquisa escolar: a leitura crítica, a escrita autônoma e a formação do conhecimento. Iniciação Científica Cesumar, (UNICESUMAR), Maringá – PR, v. 8, n. 1, pp. 71-83, Jun./2006. Disponível em: http://www.cesumar.br/pesquisa/periodicos/index.php/iccesumar/article/view/136/77. Acesso em: 14 fev. 2018.

Thiollent, M. A inserção da pesquisa-ação no contexto da extensão universitária. In: BRANDÃO C. R.; STRECK D. R. (Org.). Pesquisa participante: o saber da partilha. Ideias & Letras. São Paulo. Brasil. 2006. p. 151-166.

Cómo citar
Bedin, E., & Del Pino, J. C. (2018). Dicumba - el aprender por la investigación en el aula: los saberes científicos de química en el contexto sociocultural del alumno. Góndola, enseñanza Y Aprendizaje De Las Ciencias, 13(2), 338-352. https://doi.org/10.14483/23464712.13055
Publicado: 2018-07-06
Sección
ARTÍCULOS