Os saberes docentes nas visões de Paulo Freire e Maurice Tardif: uma contribuição

The teachers knowledge in the visions of Paulo Freire and Maurice Tardif: a contribution

  • Adriano Vieira de Carvalho
Palabras clave: Teacher’s knowledge, Teacher’s training, Knowledge categorization, Paulo Freire, Education, Critic reflection. (en_US)
Palabras clave: Saberes docentes, formação de professores, categorias de saberes, educação Paulo Freire, reflexão crítica (pt_BR)

Resumen (pt_BR)

O presente trabalho objetiva apresentar uma proposta de categorização dos saberes docentes a partir da interpretação das obras de Paulo Freire, baseando-se no triângulo dos saberes de Nóvoa, e comparála à categorização dos saberes docentes apresentados por Maurice Tardif, na busca por possíveis pontos de aproximação da interpretação dos dois pensadores. Ambas categorizações são desmembradas, discutidas e, finalmente, postas lado a lado para comparação.

 

Resumen (en_US)

This paper intends to propose a new categorization about the teacher’s knowledge, following an interpretation of the studies of Paulo Freire using the knowledge’s triangle of Nóvoa, and to compare the results with the categorization proposed by Maurice Tardif, in a seek for common points of view between these two authors. Both categorizations are discussed and, finally, compares.

Descargas

La descarga de datos todavía no está disponible.

Referencias

Almeida, E. D. S. (2002). A formação dos professores das classes especiais para o uso do computador na sala de aula. Recife: UFPE, Projeto de dissertação do mestrado em Educação.

Barreto, V. (1998). Paulo Freire para educadores. Arte & Ciência.

Bastos, F., & Nardi, R. (2008). Formação de professores e práticas pedagógicas no ensino de ciências: contribuições da pesquisa na área. São Paulo; Ed. Escrituras;Brasil.

Brasil. Lei nº 9394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Diário Oficial da União, de 23 de dezembro de 1996.

Freire, P. (1991). A educação na cidade. São Paulo; Ed. Cortes.

Freire, P. (1997). Professora sim, tia não. São Paulo; Ed. Olho d’Água.

Freire, P. (1978). Cartas à Guiné-Bissau: registros de uma experiência em processo. Rio de Janeiro; Ed.Paz e Terra.

Freire, P. (1989). Educação como prática para liberdade. Rio de Janeiro; Ed. Paz e Terra.

Freire, P. (1984). Educação e mudança. Petrópolis; Ed. Vozes.

Freire, P. (2001). Pedagogia da Autonomia: saberes necessários à prática educativa. Ed. Paz e Terra. São Paulo.

Freire, P. (2002). Pedagogia do Oprimido. Ed. Paz e Terra. Rio de Janeiro.

Freire, P. (1997). Política e educação. Ed. Cortez. São Paulo.

Freire, P.; Nogueira, A. (1993). Que fazer: teoría e prática em educação popular. Petrópolis.

Nóvoa. A. (1999). Profissão Professor. Porto; Ed. Porto; Portugal.

Nóvoa, A. (1991). Formação contínua de professores: realidades e perspectivas; Aveiro; Universidade de Aveiro; Portugal.

Schön, D. A. (2000). Educando o profissional reflexivo: um novo design para o ensino e a aprendizagem. Ed. Artes Médicas. Porto Alegre.

Silva, E. M. A.; Araújo, C. M. (2005). Reflexão em Paulo Freire: um contribuição para a formação continuada de professores. V Colóquio Internacional Paulo Freire; Recife.

Tardif, M. (2004). Saberes Docentes e Formação Profissional. 4.ed.; Petrópolis; Ed. Vozes.

Cómo citar
de Carvalho, A. V. (2014). Os saberes docentes nas visões de Paulo Freire e Maurice Tardif: uma contribuição. Góndola, enseñanza Y Aprendizaje De Las Ciencias, 9(2), 34-43. https://doi.org/10.14483/jour.gdla.2014.2.a03
Publicado: 2014-07-01
Sección
ARTÍCULOS