A modernidade, o ensino de ciências e a geração net. A experimentação como estratégia motivacional

MODERNITY, SCIENCE TEACHING AND NET GENERATION. EXPERIMENTATION AS A MOTIVATIONAL STRATEGY

  • Adriano Vieira de Carvalho Universidade Estadual Paulista UNESP Bauru.
Palabras clave: Teaching of Science with CTSA approach, Preservice Teacher. (en_US)
Palabras clave: Atividades práticas, atividades experimentais, ensino de ciências, educação, geração net, motivação (es_ES)

Resumen (es_ES)

Este trabalho busca apresentar uma proposta para o ensino de disciplinas da área de Ciências da Natureza que se mostre adequada às necessidades do atual público estudantil (a geração net), baseando suas estratégias de ensino na utilização de atividades práticas e no uso de ambientes não formais, como fator capaz de obter a motivação dos estudantes e melhorar sua aprendizagem. São descritas algumas das causas geradoras das transformações importantes pelas quais passou a escola nas últimas décadas, a qual acabou por tornar-se incapaz de atender às atuais necessidades dos estudantes, os quais provém de origens bastante diferenciadas e cresceram influenciados pela moderna tecnologia (em especial, pela internet). As características da geração net são discutidas e demonstram ser de difícil harmonização com a forma do ensino tradicional, clamando pela utilização de novos métodos e estratégias.

 

Resumen (en_US)

This study aims to present a proposal for teaching disciplines of natural sciences that are adequate to the needs of the current student public (net generation), basing its teaching strategies in the use of practical activities and the use of non-formal environments as a factor capable of motivating students and improving their learning. We describe some of the causes that generate the major transformations undergone by the school in recent decades, which eventually become unable to meet the current needs of the students, who come from very different backgrounds and grew up influenced by modern technology (especially, the Internet). The characteristics of the net generation are discussed and were proved that there is difficulty to harmonize with the traditional way of teaching, calling for new methods and strategies.

Descargas

La descarga de datos todavía no está disponible.

Biografía del autor/a

Adriano Vieira de Carvalho, Universidade Estadual Paulista UNESP Bauru.
Doutorando en Educación en Ciencias. Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho. Bauru. SP. Brasil.

Referencias

ALVES FILHO, J. P.; Regras da Transposição Didática Aplicadas ao Laboratório Didático; Cad.Cat.Ens.Fís.; v.17; n.2; p.174-188; ago.2000.

ARAÚJO, M. S. T.; ABIB; M. L. V. S.; Atividades Experimentais no Ensino de Física: Diferentes Enfoques, Diferentes Finalidades; Revista Brasileira de Ensino de Física, v. 25, n.2, Junho de 2003.

BORGES, A. T.; Novos Rumos para o Laboratório Escolar de Ciências; Cad. Bras. Ens. Fís., v. 19, n.3: p.291-313, dez. 2002.

BRASIL; Lei nº 9394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Diário Oficial da União, de 23 de dezembro de 1996.

CASTRO, M. H.; Uma Avaliação do Sistema Educacional Brasileiro, Brasília: Ministério da Educação e Cultura; 1998.

FREIRE, P.; Pedagogia do Oprimido; Rio de Janeiro; Ed. Paz e Terra; 2002.

GALIAZI, M. C.; ROCHA, J. M. B.; SCHIMTZ, L. C.; SOUZA, M. C.; GIESTA, S.; GONÇALVES, F. P.; Os objetivos da atividades experienciais no Ensino Médio: a pesquisa coletiva como modo de formação de professores de Ciências; Ciência & Educação; v.7; n.2; p.249-263; 2001.

GALVANIN, B; Reforma do Sistema Educacional dos Anos 90: Breves Considerações sobre os Aspectos Históricos, Econômicos e Políticos; Hórus – Revista de Humanidades e Ciências Sociais Aplicadas; Ourinhos/SP; nº 03; 2005.

LABURU, C. A.; Fundamentos para um Experimento Cativante; Caderno Brasileiro de Ensino de Física, v. 23, n.3, p. 382-404, Dezembro de 2006.

NOGUEIRA, M. C. B.; Ouvindo a voz do (pré)adolescente brasileiro da geração digital sobre o livro didático de inglês desenvolvido no Brasil; orientadora: Barbara Hemais; Dissertação (Mestrado em Letras); Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro; Rio de Janeiro; 2007

PARO, V. H.; Administração Escolar e Qualidade do Ensino: O que os Pais ou Responsáveis Têm a Ver Com Isso?; 18º Simpósio Brasileiro de Política e Administração da Educação; Porto Alegre, 24 a 28/11/1997; publicado em SIMPÓSIO BRASILEIRO DE POLÍTICA E ADMINISTRAÇÃO DA EDUCAÇÃO, 18, 1997, Porto Alegre. Anais: sistemas e instituições: repensando a teoria na prática. ANPAE, 1997. v. 1. p. 303-314. Também publicado em BASTOS, João Baptista; org. Gestão democrática.Rio de Janeiro, DP & A, 1999, p. 57-72.

PASTORE, J.; SILVA, N.V.; Análise dos Processos de Mobilidade Social no Brasil no ÚltimoSéculo; Trabalho apresentado no XXV Encontro Anual da ANPOCS, Caxambu, de 16 a 20 de outubro de 2001.

PRETTO, N.; PINTO, C. C.; Tecnologias e novas educações; Rev. Bras. Educ.[online]. 2006, vol.11, n.31, pp. 19-30.

RIGOTTO, M. E.; SOUZA, N. L.; Evolução da Educação no Brasil, 1970-2003; Análise, Porto Alegre, v. 16, n. 2, p. 351-375, ago./dez. 2005.

SAVIANI, D.; História das Idéias Pedagógicas no Brasil; 3ª ed.; Autores Associados; Campinas; 2011.

WCEFA (World Conference of Education For All/ Conferência Mundial de Educação para Todos); Declaração mundial sobre educação para todos e plano de ação para satisfazer as necessidades básicas de aprendizagem; Jomtien; Tailândia; 1990.

WIKIPEDIA; http://pt.wikipedia.org/wiki/Motiva%C3%A7%C3%A3o; acesso em 04/01/2012.

Cómo citar
de Carvalho, A. V. (2013). A modernidade, o ensino de ciências e a geração net. A experimentação como estratégia motivacional. Góndola, enseñanza Y Aprendizaje De Las Ciencias, 8(1), 36-53. https://doi.org/10.14483/23464712.5022
Publicado: 2013-01-01
Sección
ARTÍCULOS