Explorando o conceito "Densidade" com estudantes do ensino fundamental

Exploring the "Density" Concept with Students From Basic Education

Explorando el concepto de "Densidad" con estudiantes de educación secundaria

  • Fabiele Cristiane Dias Broietti Universidade Estadual de Londrina (UEL). Londrina, PR – Brasil.
  • Talita Parpinelli Ferracin Universidade Estadual de Londrina (UEL). Londrina, PR – Brasil.
  • Viviane Arrigo Universidade Estadual de Londrina (UEL). Londrina, PR – Brasil.
Palabras clave: Density, three pedagogical moments, elementary school. (en_US)
Palabras clave: Densidad, tres momentos pedagógicos, educación básica. (es_ES)
Palabras clave: Densidade, três momentos pedagógicos, ensino fundamental. (pt_BR)

Resumen (pt_BR)

Densidade é um conceito científico que gera algumas confusões entre os estudantes, sendo muitas vezes ensinado apenas de forma matematizada, o que acarreta grandes dificuldades em entendê-lo em situações cotidianas. Nesse contexto, o presente artigo investiga o entendimento de estudantes do 9º ano do Ensino Fundamental acerca desse conceito, também apresenta e discute uma sequência de atividades, elaboradas com base na abordagem metodológica dos Três Momentos Pedagógicos, desenvolvida com esses estudantes. Os dados foram coletados por meio de questionários propostos no primeiro e no terceiro momento, além de registros de campo ao longo da realização das atividades. A análise e interpretação dos dados foram realizadas com base nos pressupostos da análise de conteúdo. Como resultado percebeu-se que a maioria dos estudantes relaciona a flutuabilidade dos corpos com a densidade, porém ainda destaca outros argumentos a favor dos demais parâmetros como o peso, a quantidade e a imiscibilidade. Nesse sentido, ressaltamos a necessidade de estudos que ampliem essa discussão e de outras propostas de ensino que discutam esse conceito nos mais diversos níveis de ensino.

Resumen (en_US)

Density is a scientific concept that generates some confusion among students, were often taught only in mathematical form, which entails great difficulties in understanding it in everyday situations. In this context, this article investigates the understanding of students of the 9th year of elementary school about this concept, also presents and discusses a sequence of activities, elaborated based on the methodological approach of the Three Pedagogical Moments, developed with these students. Data were collected through questionnaires proposed in the first and third moments, as well as field records throughout the activities. Data analysis and interpretation were carried out based on the assumptions of the content analysis. As a result, it was noticed that most of the students relate the buoyancy of the bodies with the density but still highlights other argumentation in favor of the other parameters such as weight, quantity, and immiscibility. In this sense, we emphasize the need for studies that broaden this discussion and other teaching proposals that discuss this concept in the most diverse levels of teaching.

Resumen (es_ES)

La densidad  es un concepto científico que genera algunas confusiones  entre los estudiantes,  siendo muchas veces enseñado solamente desde el modelo matemático,  esto acarrea grandes dificultades para comprenderlo en situaciones cotidianas.  En este contexto, presentamos resultados de investigación sobre  la manera como estudiantes de noveno grado de la educación básica comprenden este concepto.  También presentamos y discutimos una secuencia de actividades,  elaborada con base en la estrategia metodológica de los tres momentos pedagógicos, aplicada con este grupo de estudiantes.  Los datos fueron tomados por medio de cuestionarios propuestos en el primero y tercer momento,  además de los registros de campo a lo largo del desarrollo de las actividades.  El análisis y la interpretación de los datos se realizó con base  en los presupuestos del análisis de contenido.   Como resultado encontramos que la mayoría de los estudiantes relaciona la flotación de los cuerpos con la densidad, sin embargo, presentan otros argumentos considerando otros parámetros como peso, cantidad y la no miscibilidad. En este sentido, resaltamos la necesidad de estudios que amplíen esta discusión así como de otras propuestas de enseñanza que discutan este concepto en los diferentes niveles de enseñanza.

Descargas

La descarga de datos todavía no está disponible.

Biografía del autor/a

Fabiele Cristiane Dias Broietti, Universidade Estadual de Londrina (UEL). Londrina, PR – Brasil.
Professora e orientadora do Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências e Educação Matemática da Universidade Estadual de Londrina (UEL). Londrina, PR – Brasil. Professora Adjunta do Departamento de Química da mesma instituição.
Talita Parpinelli Ferracin, Universidade Estadual de Londrina (UEL). Londrina, PR – Brasil.
Especialista em Química do cotidiano na escola pela Universidade Estadual de Londrina (UEL). Londrina, PR – Brasil.
Viviane Arrigo, Universidade Estadual de Londrina (UEL). Londrina, PR – Brasil.
Doutoranda em Ensino de Ciências pelo Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências e Educação Matemática da Universidade Estadual de Londrina (UEL). Londrina, PR – Brasil. Professora Assistente do Departamento de Química da mesma instituição.

Referencias

ARNONI, M. E. B.; KOIKE, L. T.; BORGES, M. A. Hora da ciência: um estudo sobre atividades experimentais no ensino do saber científico. 2003. Disponível em: < www.unesp.br/prograd/PDFNE2003/Hora%20da%20ciencia.pdf>. Acesso em: 09/03/2014.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. 1 ed. Edições 70, São Paulo. 2011.

Bazílio, H. O.; Naves, A. T.; Soares, M. H. F. B. Como os alunos entendem o conceito de densidade. Parte II, 29ª Reunião Anual da Sociedade Brasileira de Química. Livro de Resumos, ED093. Poços de Caldas, 2006.

Beauchamp, J.; Pagel, S. D.; Nascimento, A. R. Indagações sobre currículo: currículo e avaliação. Ministério da Educação, Secretaria de Educação Básica. Brasília: Brasil. 2007. 44 p.

BRASIL. Ministério da Educação e do Desporto. Parâmetros Curriculares Nacionais, Terceiro e Quarto Ciclos do Ensino Fundamental. Brasília. 1998.

BRASIL. Grupo de Estudo e Pesquisa em Qualidade (GEPEQ). Interações e transformações I: Química para o Ensino Médio: Livro de Exercício. v. 1. 5 ed., Editora da Universidade de São Paulo, São Paulo. 2003.

BRASIL. Instituto Antônio Houaiss. Dicionário Eletrônico Houaiss da Língua Portuguesa. Editora Objetiva Ltda. Rio de Janeiro. 2007.

ESTADOS UNIDOS. CFA (HARVARD-SMITHSONIAN CENTER FOR ASTROPHYSICS). Understanding Density. Cambridge. s. f. Disponível em: . Acesso em: 2/05/2014.

DELIZOICOV, D. Concepção problematizadora para o ensino de ciências na educação formal: relato e análise de uma prática educacional na Guiné-Bissau. 227p. Dissertação de mestrado. IFUSP/FEUSP. São Paulo: Brasil. 1982.

Delizoicov, D.; Angotti, J. A. Física. São Paulo: Cortez, 1990a.

Delizoicov, D.; Angotti, J. Metodologia do ensino de ciências. São Paulo: Cortez, 1990b.

Delizoicov, D.; Angotti, J. A. Metodologia do Ensino de Ciências. São Paulo: Cortez, 1994.

Delizoicov, D.; Angotti, J. A. P.; Pernambuco, M. M. Ensino de ciências: fundamentos e métodos. São Paulo, Cortez, 2002.

Delizoicov, D.; Angotti, J. A. P.; Pernambuco, M. M. Ensino de ciências: fundamentos e métodos. 4 ed. São Paulo: Cortez, 2011.

FARIAS, R. F. de. Utilizando uma Luminária do Tipo "Lava-Luz" para o Ensino de Densidade, Dilatação Térmica e Transformações de Energia. Química Nova na Escola, São Paulo, SP, n.19, pp.43-45. 2004.

Fassoulopoulos, G.; Kariotoglu, P.; Koumaras, P. Consistent and incon-sistent pupils' reasoning about intensive quantities: the case of density and pressure. Research in Science Education, Cham, Suíça, v. 33, pp.71-87. 2003.

HAWKES, S. J. The concept of density. Journal of Chemical Education, Washington, DC, v. 81, n. 1, pp.14-15. 2004. https://doi.org/10.1021/ed081p14

HERRON, J. D. Piaget for chemists. Explaining what "good" students cannot understand. Journal of Chemical Education, Washington, DC, v.52, n.3, pp.146-150. 1975. https://doi.org/10.1021/ed052p146

Kang, S.; Scharmann, L. C.; Noh, T. Reexamining the Role of Cognitive Conflict in Science Concept Learning. Research in Science Education, Cham, Suíça, n. 34, pp.71-96. 2004.

MARENGÃO, L. S. L. Os Três Momentos Pedagógicos e a elaboração de problemas de Física pelos estudantes. 82p. Dissertação apresentada ao Programa de Mestrado em Educação em Ciências e Matemática da Universidade Federal de Goiás – UFG. Goiânia, 2012.

Mortimer, E. F. Construtivismo, mudança conceitual e ensino de ciências: para onde vamos? Investigações em Ensino de Ciências, Porto Alegre, RS, v. 1, n. 1, pp. 20-39, 1996.

Mortimer, E. F.; Machado, A. H.; Romanelli, L. I. A proposta curricular de Química do estado de Minas Gerais: fundamentos e pressupostos. Química Nova, São Paulo, SP, v. 23, n. 2, pp. 273-283. 2000. https://doi.org/10.1590/S0100-40422000000200022

MUENCHEN, C. A disseminação dos Três Momentos Pedagógicos: um estudo sobre práticas docentes na região de Santa Maria/RS. 273p. Tese apresentada ao Programa de Pós-Graduação em Educação Científica e Tecnológica da Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC. Trindade, Florianópolis, 2010.

Muenchen, C.; Delizoicov, D. Os três momentos pedagógicos e o contexto de produção do livro "Física". Ciência e educação, Bauru, SP, v. 20, n. 3, pp. 617-638. 2014.

Pernambuco, M. M. C. A. Significações e realidade: conhecimento (a construção coletiva do programa). In: PONTUSCHKA, N. (org.) Ousadia no diálogo: interdisciplinaridade na escola pública. Loyola. São Paulo: Brasil. 1993.

PICELLI, S. L. da S. D. Investigações sobre as interações discursivas na elaboração do conhecimento de densidade nas aulas de ciências. 161p. Dissertação apresentada ao Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências e Educação Matemática da Universidade Estadual de Londrina – UEL. Londrina, 2011.

Rossi, A. V. et al. Reflexões sobre o que se Ensina e o que se Aprende sobre Densidade a partir da Escolarização. Química Nova na Escola, São Paulo, SP, n.30, pp.55-60. 2008.

Sanmartí, N. La Evaluación de los aprendizajes. In: GAIRIN, J.; SANMARTÍ, N. La Evaluación Institucional. Ministerio Educación. Buenos Aires, Argentina. 1998. 28p.

Santos Filho, P. F. dos. Crônica: O que boia e o que afunda? É a densidade quem decide. Revista Brasileira de Ensino de Química, Campinas, SP, v. 1, n. 1. p. 21-31. 2006.

SMITH, C. et al. Teaching for understanding: A study of students' pre-instruction theories of matter and a comparison of 2 approaches to teaching students about matter and density. Cognition and Instruction, Londres, v. 15, n. 3, pp. 317-393.1997.

SNIR, J.; SMITH, C.; GROSSLIGHT, L. Conceptually enhanced simulations: a computer tool for science teaching. Journal of Science Education and Technology, Cham, Suíça, v. 2, n. 2. 1993.

Souza, D. D. D. de; Arroio, A. Construção de argumentos escritos: a influência da metodologia de ensino e do gênero do discurso. Investigações em Ensino de Ciências, Porto Alegre, RS, v. 18, n. 2, pp. 283-297. 2013.

Xu, L.; Clarke, D. Student Difficulties in Learning Density: A Distributed Cognition Perspective. Research in Science Education, Cham, Suíça, n. 42, pp. 769-789. 2012.

Cómo citar
Dias Broietti, F. C., Ferracin, T. P., & Arrigo, V. (2018). Explorando el concepto de "Densidad&quot; con estudiantes de educación secundaria. Góndola, enseñanza Y Aprendizaje De Las Ciencias, 13(2), 201-217. https://doi.org/10.14483/23464712.11572
Publicado: 2018-05-03
Sección
ARTÍCULOS