O modelo atômico de Bohr e as abordagens para seu ensino na escola média

BOHR'S ATOMIC MODEL AND ITS APPROACHES FOR TEACHING IN HIGH SCHOOL

  • Leandro Londero
Palabras clave: Bohr atomics model, physics teaching, high school. (en_US)
Palabras clave: Modelo Atômico de Bohr, Ensino de Física, Ensino Médio (es_ES)

Resumen (es_ES)

O ensino de conteúdos de física moderna e contemporânea na escola de nível médio é imprescindível e já foi justificado por diversos pesquisadores. Entre os conteúdos que deveriam ser ensinados encontra se, por exemplo, o Modelo Atômico de Bohr. No entanto, como verificado mediante revisão de literatura, várias obras didáticas não abordam esse modelo adequadamente, uma vez que desconsideram as ideias de Bohr, as quais envolviam os estudos de Planck sobre a radiação do corpo negro, a teoria de Einstein para o efeito fotoelétrico, as experiências e o modelo atômico de Rutherford, e os resultados empíricos sobre os espectros de emissão de elementos químicos. Perante isso, é de fundamental importância o ensino por meio de abordagens que potencializem a aprendizagem do modelo proposto por Niels Bohr. Por outro lado, professores do ensino médio podem não ter claro quais abordagens podem ser utilizadas quando do ensino do referido modelo. Assim, apresentam se algumas possibilidades para o ensino do Modelo Atômico de Bohr, com exemplos e justificativas para o uso de cada uma delas. Atenção especial foi dada ao ensino por meio da História e Filosofia da Ciência, da leitura de textos de divulgação científica ou originais de cientistas, de analogias, de tiras em quadrinhos e simulações computacionais.

Resumen (en_US)

Teaching the modern and contemporary Physics subjects in high school is indispensable and it was already justified by several researchers. Among the subjects which must be taught, there is, for instance, Bohr’s Atomic Model. However, as it was noticed in literature review, many didactic materials do not deal with this model adequately, since that they do not take into account Bohr ideas, which involved Planck studies on black-body radiation, Einstein's theory on photoelectric effect, Rutherford experiences and his atomic model, and empiric results upon the spectrums of chemical elements emission. From that, it is extremely important teaching through approaches which potentialize the learning of the model proposed by Niels Bohr. On the other hand, teachers from high schools cannot have clearness about which approaches can be applied for teaching the mentioned model. Thus, it is presented some possibilities for teaching Bohr Atomics Model, with examples and justifications for the use of each one. Special treatment was attributed to the teaching of Science History and Philosophy, from the reading of scientific diffusion and original scientific texts, from analogies, from comic strips, and from computer simulations.

Descargas

La descarga de datos todavía no está disponible.

Referencias

ABDALLA, M. C. Bohr: o arquiteto do átomo. São Paulo: Brasil, Odysseus, 2006. 198 p. (Imortais da Ciência). ISBN 85-88023-76-8

ALMEIDA, M. J. P. M. Meio século de educação em ciências: uma leitura de recomendações ao professor de física. Tese (Livre Docência) – Faculdade de Educação, Universidade Estadual de Campinas. Campinas, Brasil, 2003.

ALMEIDA, M. J. P. M.; RICON, A. E. Divulgação científica e texto literário: uma perspectiva cultural em aulas de física. Caderno Catarinense Ensino de Física, v. 10, n. 1, p.7-13, 1993.

BOHR, N. Sobre a constituição de átomos e moléculas. Fundação Calouste Gulbenkian, Lisboa: Portugal, 1989.

BRASIL. Ministério da Educação, Secretaria de Educação Média e Tecnológica. Parâmetros curriculares nacionais: ensino médio. Brasília: Brasil, 1999.

CARVALHO, A. M. P. A influência da história da quantidade de movimento e sua conservação no ensino de mecânica na escola de segundo grau. Perspicillum, v. 6, n. 1, p.25035, 1992.

CARVALHO, A. M. P., VANNUCCHI, A. I. History, Philosophy and Science Teaching: Some Answers to “How? Science & Education, v. 9, p.427-448, 2000.

DAGHER, Z. R. Review of studies on the effectiveness of instructional analogies. Science Education, v. 79, n. 3, p.295-312, 1995.

d'ESPAGNAT, B. Penser la science ou les enjeux du savoir, Gauthier-Villars, Paris: 1990.

DIEGUEZ, F.; ARANTES, J. T. Niels Bohr: o Sherlock da física atômica. Superinteressante, v. 59, 1992.

DUIT, R. On the role of analogies and metaphors in learning science. Science Education, v. 79, n. 6, p.649-672, 1991.

GOOD, R. The Reading - Science Learning - Writing Connection. Journal of Research in Science Teaching, v. 31, n. 9, p. 877-893, 1994.

GRECA, I. M. R.; MOREIRA, M. A.; HERSCOVITZ, V. E. Uma proposta para o ensino de Mecânica Quântica. Revista Brasileira de Ensino de Física, v. 23, n. 4, p.444-457, 2001.

GUERRA, A.; BRAGA, M.; REIS, J. C. Bohr e a interpretação quântica da natureza. São Paulo: Brasil, Atual, 2005. 64 p. (Ciência no Tempo). ISBN 85-35705-61-4

HARRISON, A. G., TREAGUST, D. F. Teaching with analogies: a case study in grade-10 optics. Journal of Research in Science Teaching, v. 30, n. 10, p.1291-1307, 1993.

HARVARD PROJECT PHYSICS (1968). New York: Holt, Rinehart, and Winston. 6 v.

LAWSON, A. E. The importance of analogy: a prelude to the special issue. Journal of Research in Science Teaching, v. 30, n. 10, p.1213-1214, 1993.

LEUCHS, G. O incrível salto do elétron. Superinteressante, 35, 1990. A estranha família do átomo. Superinteressante, 6, 1988.

LEWIS, J. L. História da Ciência e seu lugar num curso de Física: o ensino da física escolar I. Tradução: Eduardo Saló. Livraria Martins Fontes, São Paulo: Brasil, p. 201-222, 1976.

MARTINS, R. A. Introdução: A história das ciências e seus usos na educação. In: SILVA, C. C. (org.). Estudos de história e filosofia das ciências: subsídios para aplicação no ensino, Livraria da Física, São Paulo: Brasil, 2006. p. xxi-xxxiv.

MARTINS, R. A. Sobre o papel da história da ciência no ensino. Boletim da Sociedade Brasileira de História da Ciência, v. 9, p.3-5,1990.

MATTHEWS, M. R. História, Filosofia e Ensino de Ciências: a tendência atual de reaproximação. Caderno Catarinense Ensino de Física, v. 12, n. 3, p.164-214, 1995.

MENDONÇA, M. R. de S. Um gênero quadro a quadro: a história em quadrinhos. In: DIONISIO, Â. P.; MACHADO, A. R.; BEZERRA, M. A. (orgs.). Gêneros textuais & Ensino, Lucerna, Rio de Janeiro: Brasil, 2002.

MENESES, L. C. Uma Física para o Novo Ensino Médio. Física na Escola. v.1, n.1, p.7, 2000.

MOREIRA, M. A. Física no Brasil: Retrospectiva e Perspectivas. Revista Brasileira de Ensino de Física, v.22, n. 1, p.94-99, 2000.

OSTERMANN, F.; FERREIRA, L. M.; CAVALCANTI, C. J. De H. Tópicos de física contemporânea no ensino médio: um texto para professores sobre supercondutividade. Revista Brasileira de Ensino de Física, v. 20, n. 3, p. 270-288, p.209-214, 1998.

OSTERMANN, F.; MOREIRA, M. A. Uma revisão bibliográfica sobre a área de pesquisa “Física Moderna e Contemporânea no Ensino Médio”. Investigações em Ensino de Ciências, v. 5, n.1, p.23-48, 2000.

OSTERMANN, F.; MOREIRA, M. A. Tópicos de física contemporânea na escola média brasileira: um estudo com a técnica Delphi. In: ENCONTRO DE PESQUISA EM ENSINO DE FÍSICA, 6., Florianópolis. Atas do VI Encontro de Pesquisa em Ensino de Física. Sociedade Brasileira de Física. Digital. 1998.

PEDUZZI, L. O. Q.; BASSO, A. C. Para o ensino do átomo de Bohr no nível médio. Revista Brasileira de Ensino de Física, v. 27, n. 4, p.545-557, 2005.

PENA, F. L. A. Por que, nós professores de Física do Ensino Médio, devemos inserir tópicos e ideias de física moderna e contemporânea na sala de aula? Revista Brasileira de Ensino de Física, São Paulo, v. 28, n. 1, p.1-2, 2006.

PENA, F. L. A. Como trabalhar com “TIRINHAS” em aulas de física. Física na escola, v. 4, n. 2, p.20-21, 2003.

PINTO, A. C.; ZANETIC, J. É possível levar a Física Quântica para o ensino médio? Caderno Catarinense de Ensino de Física, v. 16, n. 1, p.7-34, 1999.

SALÉM, S.; KAWAMURA, M. R. O texto de divulgação científica e o texto didático: conhecimentos diferentes? In: V ENCONTRO DE PESQUISA EM ENSINO DE FÍSICA, 5, Águas de Lindóia. Anais do V Encontro de Pesquisa em Ensino de Física. Associação Brasileira de Pesquisa em Educação em Ciências. Digital. 1996.

SILVA, J. R. C. O Gênero Tira de Humor e os recursos enunciativos que geram o efeito risível. In: XII CONGRESSO NACIONAL DE LINGUÍSTICA E FILOSOFIA, 12., Rio de Janeiro. Anais do XII Congresso Nacional de Linguística e Filosofia. Rio de Janeiro: Brasil, 2008.

SILVA, H. C., ALMEIDA, M. J. P. M. Análise de verbalizações e do uso de textos em aulas de física, 2o grau: uma tentativa de compreensão do próprio trabalho pedagógico. In: X SIMPÓSIO NACIONAL DE ENSINO DE FÍSICA, 10., Londrina. Anais do X Simpósio Nacional de Ensino de Física. Sociedade Brasileira de Física. Digital. 1993.

SILVA, L. L.; TERRAZZAN, E. A. Correspondências Estabelecidas e Diferenças Identificadas em Atividades Didáticas baseadas em Analogias para o Ensino de Modelos Atômicos. Experiências em Ensino de Ciências, v. 3, n. 2, p.212-37, 2008.

STRATHERN, P. Bohr e a Teoria Quântica. Rio de Janeiro: Brasil, Jorge Zahar, 1999. 103 p. ISBN 85- 7110-492-1

TEIXEIRA, E. S., FREIRE JUNIOR, O. Um Estudo sobre a Influência da História e Filosofia da Ciência na Formação de Estudantes de Física. In: XVII SIMPÓSIO NACIONAL DE ENSINO DE FÍSICA, 17., São Luiz. Anais do XVII Simpósio Nacional de Ensino de Física. Sociedade Brasileira de Física. Digital. 2007.

TERRAZZAN, E. A. O potencial didático dos textos de divulgação científica: um exemplo em física. In: III ENCONTRO LINGUAGENS, LEITURAS E ENSINO DE CIÊNCIAS, 3., Campinas. Anais do III Encontro Linguagens, Leituras e Ensino de Ciências. Associação de Leitura do Brasil. Digital. 2000.

TERRAZZAN, E. A. A inserção da física moderna e contemporânea no ensino de física na escola de 2o grau. Caderno Catarinense de Ensino de Física, v. 9, n. 3, p. , 1992.

VEIT, E. A., MORS, P. M., TEODORO, V. D. Ilustrando a Segunda Lei de Newton no Século XXI. Revista Brasileira de Ensino de Física, v. 24, n. 2, p.176-184, 2002.

ZANETIC, J. Mesa-redonda: influência da história da ciência no ensino de física. Caderno Brasileiro de Ensino de Física, v. 5, n. esp, p.76-92, 1988.

Cómo citar
Londero, L. (2014). O modelo atômico de Bohr e as abordagens para seu ensino na escola média. Góndola, enseñanza Y Aprendizaje De Las Ciencias, 9(1), 13-37. https://doi.org/10.14483/23464712.5323
Publicado: 2014-01-01
Sección
ARTÍCULOS