A presença do lúdico no ensino dos modelos atômicos e sua contribuição no processo de ensino aprendizagem

The presence of ludic on teaching process of atomic models and its contribution on teaching-learning process

  • Emerson de Lima Soares Universidade Federal de Santa Maria-UFSM
  • Cátia Silene Carrazoni Lopes Viçosa Universidade Federal de Santa Maria/UFSM
  • Marli Spat Taha Universidade Federal do Pampa/UNIPAMPA
  • Vanderlei Folmer Universidade Federal do Pampa/UNIPAMPA
Palabras clave: learning, natural sciences, science teaching, playfulness (en_US)
Palabras clave: aprendizagem, ciências da natureza, ensino de ciências, ludicidade (es_ES)
Palabras clave: aprendizagem, ciências da natureza, ensino de ciências, ludicidade (pt_BR)

Resumen (pt_BR)

Este trabalho descreve os resultados de uma atividade lúdica desenvolvida com 29 alunos de uma escola da Rede Pública da cidade de Uruguaiana/RS. O foco principal da pesquisa foi avaliar a contribuição das atividades lúdicas no processo de Ensino aprendizagem na área de Ciências da Natureza. Para tanto, trabalhamos com uma  turma de 8ª série em que abordamos o conteúdo relacionado aos modelos atômicosde forma lúdica, através da construção de maquetes dos referidos modelos. A coleta de dados foi realizada através da aplicação de pré e pósteste com perguntas relacionadas ao estudo das teorias atômicas, assim, utilizamos perguntas norteadoras para compilar os dados. Os resultados demonstram que o uso de atividades lúdicas como
recurso didático envolve os alunos na atividade e os aproxima dos conteúdos na área de Ciências da Natureza, tornando-os parte dela.Com a pesquisa concluímos ainda que, as atividades lúdicas aumentam o interesse dos alunos, a sociabilidade e são uma excelente ferramenta no auxilio ao docente.

Resumen (en_US)

This paper describes results of a ludic activity developed with 29 students of a public school in the city of Uruguaiana/RS. The main focus of this research was to evaluate the contribution of ludic activities in teaching-learning process on natural science field. Therefore, we worked with an eighth grade class in which we approached the content related to atomic models in a ludic way, by building models of them. Data collection was performed by the application of pre and post test with questions related to the study of atomic theories, thus guiding questions were used to compile the data. Results demonstrated that the usage of ludic activities as a teaching resource engages students in activities and approximates them to contents of natural sciences field, making them part of it. From the survey we also concluded that ludic activities increase students’ interest and sociability and are excellent tools on helping teachers.

Resumen (es_ES)

Este trabalho descreve os resultados de uma atividade lúdica desenvolvida com 29 alunos de uma escola da Rede Pública da cidade de Uruguaiana/RS. O foco principal da pesquisa foi avaliar a contribuição das atividades lúdicas no processo de Ensino aprendizagem na área de Ciências da Natureza. Para tanto, trabalhamos com uma  turma de 8ª série em que abordamos o conteúdo relacionado aos modelos atômicosde forma lúdica, através da construção de maquetes dos referidos modelos. A coleta de dados foi realizada através da aplicação de pré e pósteste com perguntas relacionadas ao estudo das teorias atômicas, assim, utilizamos perguntas norteadoras para compilar os dados. Os resultados demonstram que o uso de atividades lúdicas como
recurso didático envolve os alunos na atividade e os aproxima dos conteúdos na área de Ciências da Natureza, tornando-os parte dela. Com a pesquisa concluímos ainda que, as atividades lúdicas aumentam o interesse dos alunos, a sociabilidade e são uma excelente ferramenta no auxilio ao docente.

Descargas

La descarga de datos todavía no está disponible.

Biografía del autor/a

Emerson de Lima Soares, Universidade Federal de Santa Maria-UFSM

Mestrando no PPG Educação em Ciências: Química da Vida e Saúde-UFSM; Cursa Especialização EAD em Educação Especial e Inclusiva-FAEL; Licenciado em Ciências da Natureza- Unipampa; Integrante do Grupo de Estudos em Nutrição, Saúde e Qualidade de Vida (GENSQ)/ Unipampa, Brasil. 

Cátia Silene Carrazoni Lopes Viçosa, Universidade Federal de Santa Maria/UFSM

Mestranda no PPG Educação em Ciências: Química da Vida e Saúde-UFSM; Cursa Especialização EAD em Educação Especial e Inclusiva-FAEL; Licenciada em Ciências da Natureza- Unipampa; Integrante do Grupo de Estudos em Nutrição, Saúde e Qualidade de Vida (GENSQ)/
Unipampa, Brasil.

Marli Spat Taha, Universidade Federal do Pampa/UNIPAMPA

Mestranda no PPG Profissional de Ensino de Ciências, da Universidade Federal do Pampa, Campus Bagé. Especialista em Educação em Ciências. Licenciada em Ciências da Natureza e Ciências – Lic. Curta. Professora da Rede Municipal de Educação de Uruguaiana/RS. Supervisora do subprojeto PIBID Ciências da Natureza. Integrante do Grupo de Pesquisa em Inovação Pedagógica na Formação Acadêmico- Profissional de Profissionais da Educação e Práticas Inovadoras (GRUPI) e do Grupo de Pesquisa Tuna – Gênero, Educação e Diferença, da Universidade Federal do Pampa, Brasil.

Vanderlei Folmer, Universidade Federal do Pampa/UNIPAMPA

Pós doutorado em Bioquímica-Universidade de Lisboa/Portugal; Doutorado em Bioquímica/UFSM; Mestrado em Educação em Ciências-UFRGS; Graduado em Fisioterapia/UFSM e em Letras-Português/Universidade Paulista (UNIP); Docente Unipampa/Campus Uruguaiana;
Coordenador do Grupo de Estudos em Nutrição, Saúde e Qualidade de Vida (GENSQ)/Unipampa, Brasil.

Referencias

ALMEIDA, P. N. de. Educação Lúdica: Técnicas e jogos pedagógicos. Loyola. São Paulo: Brasil, 1995.

ARAUJO, M. C. P.; CUNHA, P.; PIZZATO, M. C. Lições do Rio Grande, projeto professor nota 10. Total Editora Ltda.Porto Alegre: Brasil, 2009.

BACHELARD, G. A epistemologia. Edições 70. Lisboa: Portugal, 1971.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. Edições 70. Lisboa: Portugal, 1977.

BRASIL. Secretaria de Educação Média e Tecnologia, Ministério da Educação. Ciências da Natureza, Matemática e suas Tecnologias. In: Parâmetros Curriculares Nacionais do Ensino Médio. Brasília: Brasil, 1999. p. 110.

BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros curriculares nacionais: introdução aos parâmetros curriculares nacionais / Secretaria de Educação Fundamental. – Brasília : MEC/ SEF, 1997. p. 126.

BAZZAN, A.C.; PASCOAL, S. G. Situação de estudo como possibilidade concreta de ações coletivas interdisciplinares no ensino médio -ar atmosférico. In: ATAS DO III ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISA EM EDUCAÇÃO EM CIÊNCIAS (ENPEC). Associação Brasileira de Pesquisa em Educação em Ciências (ABRAPEC). Org: MOREIRA, M. A.; GRECA, I. M.; COSTA, S. P. São Paulo. (atas online). Disponible en: . 2001.

BENEDETTI FILHO, E.; et al. Palavras Cruzadas como Recurso Didático no Ensino de Teoria Atômica. Química Nova na Escola, São Paulo, v. 31, n. 2, pp. 88-95. 2009. .

CABREIRA, W. B.; SALVI, R. F. A ludicidade no Ensino Médio: Aspirações de Pesquisa numa perspectiva construtivista. In: ATAS DO V ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISA EM EDUCAÇÃO EM CIÊNCIAS. Bauru, Brasil. 2005.

CABREIRA, W. B. A ludicidade para o ensino médio na disciplina de biologia: Contribuições ao processo de aprendizagem em conformidade com os pressupostos teóricos da Aprendizagem Significativa. pp. 158. Dissertação de Mestrado em Ensino de Ciências e Educação Matemática, Universidade Estadual de Londrina, Londrina, Brasil. 2007. Disponible em: http://www.dominiopublico. gov.br/pesquisa/DetalheObraForm. do?select_action=&co_obra=45338.

CASTILHO, D. L.; SILVEIRA, K. P.; MACHADO, A. H. As aulas de Química como espaço de investigação e reflexão. Química Nova na Escola, n. 9, pp. 14-17. 1999.

CARVALHO, C. M. de; et al. O Lúdico No Ensino De Física: A Brincadeira E A Simulação Computacional Como Recursos No Ensino-Aprendizagem. In: XX SIMPÓSIO NACIONAL DE ENSINO DE FÍSICA (SNEF 2013). v. 1, pp. 1-7. São João Del Rei, Universidade Federal de São João del- -Rei. Disponible em: .

CRESPO, L.C.; GIACOMINI, R. AS ATIVIDADES LÚDICAS NO ENSINO DE QUÍMICA: UMA REVISÃO DA REVISTA QUÍMICA NOVA NA ESCOLA E DAS REUNIÕES ANUAIS DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE QUÍMICA. Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro. Campos dos Goitacazes: Brasil, 2011.

DELIZOICOV, D.; ANGOTTI, J. A. Metodologia do Ensino de Ciências. Cortez. São Paulo: Brasil, 1992.

EICHLER, M.; et al. Computadores em educação química: estrutura atômica e tabela periódica. Química Nova, 23. 2000. Disponible en: 2014, .

FREIRE, P. Pedagogia do Oprimido. 2 edição. Editora Paz e Terra. Rio de Janeiro: Brasil, 1987.

HOBSBAWN, E. J. A Era dos extremos: Uma Breve História do Século XX. 10 edição. Tradução Marcos Santarrita. Companhia das Letras. São Paulo: Brasil: 2008.

HARRES, J. B. S. Uma revisão de pesquisas nas concepções de professores sobre a natureza da ciência e suas implicações para o ensino. Investigações em Ensino de Ciências, v. 4, n. 3, pp. 197-201. 1999.

KRASILCHIK, M. Prática de ensino de biologia. 4 edição. Universidade de São Paulo. São Paulo: Brasil, 2004.

KISHIMOTO, T. M. O jogo e a educação infantil. Pioneira. São Paulo: Brasil, 1996.

KÖHNLEIN, J. F. K.; PEDUZZI, L. O. Q. Sobre a concepção empirista-indutivista no ensino de ciências. In: VIII ENCONTRO DE PESQUISA EM ENSINO DE FÍSICA – EPEF. Águas de Lindóia/SP. 2002. Disponible em: .

KRUSE, R. A.; ROEHRIG, G. H. A Comparison Study: Assessing Teachers’ Conceptions with the Chemistry Concepts Inventory. Journal of Chemical Education, v. 82, n. 8, p. 1246. 2005 https://doi.org/10.1021/ed082p1246.

KULLOK, M. G. B. Relação Professor – aluno: Contribuições à prática pedagógica. Editora Da Universidade Federal de Alagoas. Maceió: Brasil, 2002.

LUCKESI, C. C. Educação, ludicidade e prevenção das neuroses futuras: uma proposta pedagógica a partir da Biossíntese. In: LUCKESI, C. C. (org.). Ludopedagogia – ensaios 1; educação e ludicidade. Gepel. Salvador, Brasil, 2000. PP.1- 17. Disponible en: .

MALDANER, O. A.; et al. Por que utilizar Jogos Educativos no Processo de Ensino Aprendizagem? Universidade Federal do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro: Brasil, 2003.

MARTINS, A. F. P. Palavras, Textos & Contextos. In: Pavão, A C (coord.). Ciências: ensino fundamental. Coleção Explorando a Ciências, v. 18. Ministério da Educação, Secretaria de Educação Básica. Brasília: Brasil, 2010. pp. 11- 24.

MASKILL, R.; JESUS, H. P. Asking Model Questions. Education in Chemistry, v. 32, n. 5, pp. 132- 134. 1997.

MORIN, E. Os Sete Saberes necessários à Educação do Futuro. 2 edição. Cortez. São Paulo: Brasil, 2000.

NEGRINE, A. Aprendizagem e desenvolvimento infantil. Propil. Porto Alegre: Brasil, 1994.

NUNES, A. S.; ADORNI, D. S. O ensino de química nas escolas da rede pública de ensino fundamental e médio do município de Itapetinga-BA: O olhar dos alunos. In: ENCONTRO DIALÓGICO TRANSDISCIPLINAR ENDITRANS. Vitória da Conquista, Brasil. Educação e conhecimento científico. 2010. pp. 1-7.

POZO, J. I.; CRESPO, M. A. G. A aprendizagem e o ensino de ciências– do conhecimento cotidiano ao conhecimento científico. 5 edição. Artmed. Porto Alegre: Brasil, 2006.

RAZUCK, C. S. R; GUIMARÃES, L. B. O desafio de ensinar modelos atômicos a alunos cegos e o processo de formação de professores. Revista Educação Especial. v. 27, n. 48, pp. 141-154. 2014. Disponible en: https://periodicos.ufsm. br/educacaoespecial/article/viewFile/4384/pdf. doi: 10.5902/1984686X4384

RIO GRANDE DO SUL. Secretaria de Estado da Educação. Departamento Pedagógico. Referenciais Curriculares do Estado do Rio Grande do Sul. Ciências da Natureza e Suas Tecnologias e Secretaria do Estado da educação. Porto Alegre: Brasil, 2009.

SANTANA, E. M. de; REZENDE, D. de. B. O Uso de Jogos no ensino e aprendizagem de Química: Uma visão dos alunos do 9º ano do ensino fundamental. In: XIV ENCONTRO NACIONAL DE ENSINO DE QUÍMICA, v. 14, pp. 1-10, Curitiba. Universidad Federal de Paraná. . 2008.

SOUCHA, C. ; NILES, R. P. J. A importância das atividades lúdicas na educação infantil. ÁGORA: Revista de divulgação científica, v. 19. n. 1, pp. 80-94. 2104. Disponible en: http://www. profala.com/arteducesp178.htm.

MORAES, E. y REZENDE, D. Atividades lúdicas como elementos mediadores da aprendizagem no ensino de ciências da natureza. Enseñanza de las Ciencias, Número Extra VIII Congreso Internacional sobre Investigación en Didáctica de las Ciencias, Barcelona, pp. 1007-1011. 2009. Disponible em: .

SOARES, M. H. F. B. O lúdico em Química: jogos e atividades aplicados ao ensino de química. UFScar. São Carlos: Brasil, 2012.

VYGOTSKY. L. S. A formação social da mente. Martins Fontes. São Paulo: Brasil, 1984.

Cómo citar
Soares, E. de L., Viçosa, C. S. C. L., Taha, M. S., & Folmer, V. (2017). A presença do lúdico no ensino dos modelos atômicos e sua contribuição no processo de ensino aprendizagem. Góndola, enseñanza Y Aprendizaje De Las Ciencias, 12(2), 69. https://doi.org/10.14483/23464712.10398
Publicado: 2017-07-07
Sección
ARTÍCULOS